Marco Antonio Mendes
Tubarão

“É um sonho que estamos realizando”. A frase do presidente do Hercílio Luz, Édio Brás Ricardo, na noite de ontem, ‘ilustrou’ bem a apresentação dos projetos de reforma do estádio Anibal Costa e também dos jogadores que farão parte do time.

O Leão do Sul volta depois de 13 anos de licença na Federação Catarinense de Futebol. No ano em que o clube decidiu parar de disputar os campeonatos de futebol, estava na primeira divisão. Para se licenciar, teve que concordar que, quando voltasse, seria em uma divisão inferior.

E agora está na véspera do retorno. Depois de muito tempo para organizar a volta aos campos, toda uma estrutura foi remontada. Em menos de um mês, uma equipe de jogadores foi formada e novos projetos já saem do papel.

“Sabemos que estamos em descrédito com o nosso torcedor porque tentamos voltar várias vezes e nunca deu certo. Só que agora vai dar certo, afinal, já temos um jogo de estréia marcado e queremos o apoio de todo tubaronense”, afirmou o diretor de marketing do clube, Nivaldo Tonelli.

Apesar de todos os dirigentes declararem que o plantel é modesto, sem grandes estrelas do futebol nacional, eles garantem que é um grupo com capacidade de conquistar o título do Campeonato Catarinense da Divisão Especial. Para tanto, segundo o diretor de futebol, Cláudio Fernandes, “seria muito bom ver os atletas desta temporada em clubes maiores no ano que vem, porque mostra que o time crescerá”.

Na apresentação dos jogadores, o supervisor de futebol, Eduardo Ventura, fez questão de salientar que o uniforme será apresentado somente no dia da estréia na competição, em 13 de julho, contra o Juventus, no estádio Anibal Costa. “Está guardado a sete chaves. Queremos manter a surpresa para o grande dia”, instigou.