Priscila Loch
Tubarão

A pouco mais de um mês para começar a busca por uma vaga na elite do futebol catarinense, a diretoria do Hercílio Luz corre contra o tempo para formar o grupo que disputará a Divisão Especial do Campeonato Catarinense. A primeira ‘aquisição’ do clube tubaronense foi o técnico Paulo Cunha.

Gaúcho, o treinador contratado tem no currículo, entre outros times, o Malpenza (da terceira divisão do Campeonato Italiano); Boa Viagem, do Ceará; Tiradentes, de Tijucas; e São José e Cruzeiro, de Porto Alegre (RS). O seu nome é cogitado desde que o Leão do Sul firmou parceria com a empresa Estrela Real, do Rio Grande do Sul (parceria não levada adiante).

O presidente do Hercílio, Édio Braz Ricardo (foto), explica por que os nomes dos outros três comandantes até então sondados foram descartados. Contratar Alexandre Pandóssio, Joceli dos Santos (ambos com passagem pelo Atlético Tubarão) ou Grizzo é “inviável financeiramente”.

O técnico se apresentará amanhã no estádio Anibal Costa e apresentará sugestões de nomes de jogadores que podem compor o time. “Estamos em cima do laço e precisamos acelerar as contratações”, alerta o presidente.

O Hercílio estréia no campeonato em 13 de julho, um domingo, contra o Juventus, às 15 horas, em casa. O segundo jogo será no dia 20, contra o Imbituba, no mesmo horário, no estádio Vila Nova.