Porto Alegre (RS)

Grêmio e Flamengo empataram em 2 a 2 em um jogo emocionante no Olímpico, ontem à noite. O time gaúcho esteve na frente duas vezes com grande atuação de Jonas. Aos 41 minutos do segundo tempo, a insistência carioca foi premiada com um erro no domínio de bola de Petkovic, que acabou em drible sobre Victor e no gol. O sérvio veio do banco de reservas e definiu o jogo.

Antes dos dez primeiros minutos, o Grêmio ignorou o conhecimento que Silas tinha sobre os seus jogadores. Jonas deu um lindo passe para Douglas ganhar de Ronaldo Angelim e colocar no fundo da rede. O jogo, até então igual, já tinha o placar aberto pelos donos da casa, que podiam administrar o resultado. Jonas teve participação fundamental no lance, ao deixar seu colega na cara do gol.

Atrás no placar, o Flamengo tentou sair para o ataque, mas esbarrou na linha defensiva gremista. Trocando passes, os cariocas dominavam o jogo até a intermediária gremista, a partir dali, os gaúchos, bem postados, recuperavam a jogada.

O Flamengo chegou ao empate a partir de drible de Léo Moura, que cruzou para Kleberson antecipar-se a Rafael Marques: 1 a 1. Após a volta do intervalo, mais uma vez o Grêmio achou o caminho do gol rápido. Depois de cruzamento de Souza, André Lima escorou e Jonas tocou para vencer Marcelo Lomba.

E aos 41 minutos valeu o ditado popular “quem não faz leva”. Um lançamento encontrou Petkovic livre, ele errou o domínio de bola e matou Victor. Ao driblar o goleiro, o sérvio tocou para o gol vazio e empatou a partida. Foi o terceiro gol sofrido pelo Grêmio nos últimos minutos de jogo.

Brasileirão dará apenas três
vagas na Libertadores-2011

A Conmebol anunciou na tarde ontem que o Brasil não ganhará uma vaga extra na Copa Libertadores de 2011 por ter o atual campeão do torneio, o Internacional. Assim, o Brasileirão classificará apenas três clubes para a competição continental, em vez dos quatro habituais.

A partir do próximo ano, o campeão da Copa Sul-Americana também disputará a Libertadores. Para que não houvesse aumento no número de participantes, a Conmebol decidiu que o país do atual vencedor deixaria de ter uma vaga a mais, como tradicionalmente ocorre.

Assim, o Internacional terá que ocupar uma das cinco vagas destinadas ao Brasil. As demais irão para o atual campeão da Copa do Brasil e os três melhores colocados do Brasileirão. Nos últimos anos, o campeonato nacional classificava quatro clubes.
Por outro lado, há a possibilidade de o Brasil ter seis participantes na próxima Libertadores. Para isso, um clube do país teria que conquistar a Sul-Americana. Desta forma, abriria-se uma vaga extra, além das cinco outras já asseguradas.