São Paulo

O GP do Brasil de 2010 teve resultado dos mais discretos para os pilotos que correram em casa. Mesmo com quatro brasileiros na pista, a torcia que foi ao Autódromo de Interlagos viu Rubens Barrichello, Felipe Massa, Bruno Senna e Lucas di Grassi fazerem corridas apagadas.

O desempenho do quarteto em casa foi o pior dos brasileiros desde 2003, quando Cristiano da Matta foi o melhor da corrida ao chegar em décimo com a Toyota – na ocasião, a posição não valia pontos.

Massa, que largou em nono ontem, teve problemas no começo da corrida, em seu primeiro pit stop – logo na 13ª volta, o brasileiro da Ferrari parou para trocar seus pneus, mas uma falha do mecânico no composto dianteiro direito o obrigou a voltar aos boxes na volta seguinte e despencou na classificação.

Rubens Barrichello, melhor brasileiro no grid de largada, saiu do sexto lugar para terminar a corrida em 14º. O veterano da Williams não teve um bom ritmo ao longo da corrida, e teve seu grande prejuízo ao furar seu pneu dianteiro esquerdo.

Lucas di Grassi, estreante em Interlagos, ameaçou abandonar a corrida na 44ª volta. O piloto da Virgin chegou a descer do carro nos boxes, mas conseguiu retornar à corrida com algumas voltas de desvantagem. No fim, terminou a nove voltas do vencedor Sebastian Vettel.

Por fim, Bruno Senna sofreu mais uma vez com a fraca Hispania. Largou na 24ª posição e pouco conseguiu evoluir com seu carro. Ao menos, terminou a corrida com o 21º lugar.