Tubarão

A oitava posição de Tubarão nos Jogos Abertos de Santa Catarina é motivo de festa na Cidade Azul. A delegação melhorou a classificação em relação ao ano passado (quando terminou em nono lugar), além de dobrar o número de troféus: seis no total (dois de ouro, no futsal masculino e karatê feminino, um de prata e três de bronze).

Para o diretor-presidente da Fundação Municipal de Esporte (FME), Ernani Buerger, ainda mais importante que a classificação na tabela, está a participação em mais modalidades. 

“Dobramos o número de troféus em relação ao ano passado. Conquistamos 48 medalhas contra 53 do ano passado, mas cinco medalhas não quer dizer nada, até porque tivemos mais medalhas de ouro. Mas o mais importante é a volta de várias modalidades que estavam desativas em Tubarão, como o nosso tênis de mesa e o xadrez, em parceria com o Instituto Federal de Santa Catarina, em Tubarão. A volta do ciclismo. A parceria com Blumenau no bolão 23, onde conseguiram o honroso sexto lugar. O jiu-jitsu fazendo a participação pela primeira vez nos Jogos Abertos e conquistando uma medalha. O nosso vôlei de praia, participando dos Jasc pela primeira vez, muito bem representado”, destaca Buerger. 

Para o prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, a cidade já figura entre as grandes do esporte catarinense. “Os atletas trouxeram nesta edição dos Jogos Abertos a melhor posição da nossa história. Nós estamos a cada ano melhorando a nossa posição no ranking, na classificação. Isso mostra que a nossa decisão de manter e ampliar o programa Bolsa Atleta foi uma acertada, pois os resultados estão vindo. Estou muito feliz com o resultado. Nessa semana vamos recebê-los e homenageá-los festivamente, porque a cidade conquistou o seu melhor resultado e está de parabéns”, afirma.

No total, Tubarão somou 58 pontos. O título ficou com Blumenau, que conquistou 247 pontos, seguido por Itajaí (207) e Chapecó (158). No ranking de medalhas, a Cidade Azul ganhou 48: foram 15 de ouro, 16 de prata e 17 de bronze.