Marco Antonio Mendes
Tubarão

É preciso concentração e força para subir. As rochas são bastante altas e tentar escalá-las é bem mais difícil que os paredões aos quais alguns praticantes estão acostumados a treinar. O último fim de semana foi uma prova de superação aos escaladores da região.

Durante todo o sábado e domingo, cerca de 30 aventureiros resolveram explorar os montes que ficam ao redor de Tubarão. Com os equipamentos de segurança verificados, por volta das 8 hora, partiram rumo à formação de adrenalina no corpo.
O primeiro desafio foi encarar as rochas do Morro da Antena, no bairro de Congonhas. O grupo escolheu justamente os pontos mais altos para escalar. No topo, foi possível observar duas imagens bastante distintas. De um lado, a cidade de Tubarão silenciosa, com todas as casas, prédios e construções. De outro lado, o horizonte revelava a imensidão do mar e a paz das belezas do litoral.

O local já havia sido explorado por alguns praticantes em outras oportunidades. No meio do sobe e desce, que durou cerca de três horas, os escaladores realizaram diversas modalidades da escalada em rocha. “Este local tem um potencial enorme de exploração deste tipo de esporte. Neste tempo todo que ficamos aqui, aproveitamos apenas 10% do que pode nos oferecer”, comentou o estudante de educação física Leandro de Campos, um dos organizadores da expedição.
E os desafios continuaram durante todo o dia. À tarde, o grupo de aventureiros ainda recebeu dicas de segurança e de exploração através do exército. E foi para mais uma subida que durou o restante do dia.

Mais adeptos aos esportes radicais

Domingo, a “festa” continuou com a exploração da Pedra do Leão, em Gravatal. No meio de tanto escalador, várias mulheres. “Elas estão se tornando grandes adeptas dos esportes radicais. Muitas tinham mais facilidade em subir que os homens”, brinca o estudante Leandro Campos.
A intenção dos organizadores da escalada é proporcionar visibilidade ao turismo de aventura. Com tantos morros na região, este é um setor que ainda tem muito a ser descoberto.

É no Centro de Escalada Granito que Leandro estimula os novatos a desenvolverem a prática dos esportes radicais. “É incrível como as pessoas têm se interessado em escalada, montanhismo, rapel e outras modalidades. E percebem que isto apenas faz bem, porque, além de praticar um esporte, está em contato com a natureza”, diz.