Cleber Latrônico
Tubarão

Não há como esconder o clima de tristeza no Ninho da Águia. Depois de uma campanha ruim, com apenas três vitórias em 18 jogos, a diretoria do Imbituba dispensou boa parte do elenco e ficou apenas com os atletas da base. O clube desistiu de disputar a Copa Santa Catarina e ficará o restante do ano sem competições.

A equipe terminou o Catarinense na última colocação e foi rebaixada à Divisão Especial do Campeonato Catarinense, juntamente com o Concórdia.
“Trabalhamos com uma folha salarial muito enxuta. Como um clube-empresa, não obtive a receita que gostaria para montar um time mais competitivo. Apostamos na juventude”, explica o presidente do clube, Robertinho Rodrigues.

O dirigente comparou a situação financeira deste ano com a de 2010. “Ano passado, tínhamos salários de R$ 5 mil, R$ 6 mil e até R$ 8 mil. Esse ano, à exceção do Sérgio, que era pago por meio de uma parceria, nossos maiores salários foram de R$ 3 mil, do Tomas, do Adriano e do Márcio Martins”, revelou Robertinho.

O cartola mostrou-se triste com a realidade da equipe e não escondeu a mágoa com uma parcela dos imbitubenses. “A cidade mesmo não quis apoiar nosso projeto. Em outros municípios que tinham times em risco de cair, os políticos e empresários participaram. Ofereceram-se para ajudar nas premiações. Mas, aqui, nem um telefonema para perguntar se precisávamos de algo. Estou muito triste porque achei que um time traria benefícios para a cidade. e agora só quero parar para refletir, me reorganizar”, finalizou Robertinho.