Marco Antonio Mendes
Tubarão

Mais um treino, daqueles bem descontraídos, na tarde chuvosa de sexta-feira. Bola pra cá, pra lá com um grupo. Aquecimento na ponta da quadra com outro. Todos sorrindo; sem grandes preocupações. Goleiros treinando forte. Fixos, alas e pivôs não sem perder tempo também.

O motivo de tanta descontração não poderia ser diferente. A Unisul/Seguridade/Penalty tem uma vantagem de cinco pontos para o segundo colocado da Chave C do Campeonato Catarinense da Divisão Especial. Líder absoluto, com 100% de aproveitamento.
O último jogo do turno, neste sábado, às 19 horas, contra Joinville/Krona/DalPonte, no norte do estado, pode ser finalizado com o time tubaronense em primeiro lugar e uma larga vantagem sobre os outros.

“Teoricamente, este é o jogo mais difícil da nossa chave. Joinville é um time que terminou a Liga Futsal em uma fase não muito boa e agora se reestruturara, contratou mais jogadores. Mas eu acho que a equipe ainda não está bem entrosada. Vendo por este lado, nós temos uma vantagem”, sugere o pivô Christian.
Christian, aliás, não entrará em quadra. O treinador Paulinho Gambier também não poderá contar com Pakito, Adeírton e Gordo.

As datas dos jogos do returno foram divulgadas pela Federação Catarinense de Futsal. Depois do compromisso em Joinville (a equipe viaja neste sábado), os tubaronenses jogarão no dia 23 de setembro (terça-feira), em São Miguel d’Oeste. Dois dias depois, em Xaxim, voltam para casa, onde enfrentam Aprofucri/Unesc, em 2 de outubro, e, no dia 7, finalizam a segunda fase com Joinville.