Marco Antonio Mendes
Tubarão

A derrota – goleada de 5 a 1 – para o Joinville parece não ter abalado a equipe da Unisul/Seguridade/Penalty. Muito pelo contrário, deu mais forças para que o time tubaronense, líder da Chave C, possa viajar para o oeste e trazer de qualquer jeito seis pontos.

Afinal, serão dois jogos seguidos sem voltar para casa, pelo returno do Campeonato Catarinense da Divisão Especial.
O primeiro será contra Asme/Unoesc/São Miguel d’Oeste, na próxima terça-feira; o outro, quinta-feira, contra Xaxiense/Niju. Pelo primeiro turno da competição, a Unisul só não venceu Joinville.

No norte, aliás, o goleiro Dener diz que foi um jogo atípico. “O Joinville renovou a equipe. Está na pressão de terem que vencer e conseguiram fazer boas finalizações. É óbvio que agora estamos mais preparados para evitar uma partida assim. Temos que ir para o oeste e conseguir seis pontos para não precisar ter que vencer eles aqui (em Tubarão)”, diz.

A meta dos tubaronenses é finalizar a segunda fase do Estadual em primeiro lugar. Objetivo que o Joinville, de certa forma, também quer. E pode conseguir sábado, quando joga contra o São Miguel d’Oeste, e até ultrapassar os nove pontos da Unisul.
“A definição de quem terminará na liderança poderá acontecer só no último jogo do returno”, adiciona Dener, prevendo uma disputa de rodada a rodada.