Rafael Andrade
Tubarão

Um, dois, três, quatro, cinco, seis, sete gols. Isso mesmo. O Atlético Tubarão mostrou porque foi campeão do turno e aplicou a maior goleada da Divisão Especial deste ano: 7 a 0 em cima do Porto.
A partida teve de tudo. Atrasou cerca de 20 minutos por falta de ambulância. Quando a bola começou a rolar, o Peixe tomou iniciativa e foi para o ataque. Aos 12 minutos, o super artilheiro do time, com oito gols na competição, o atacante Valdo, abriu o placar de cabeça após um belo cruzamento da direita.

O torcedor tricolor ficou empolgado e vários sinalizadores foram acesos. A fumaça era tanta que o jogo teve que ser interrompido mais uma vez – por quase 15 minutos. Assim que a bola voltou a rolar, o Tricolor da Vila logo foi em busca do segundo gol, que veio aos 28 minutos, com o zagueirão Xavier, também de cabeça, no ângulo do goleirão Carlinhos.

No segundo tempo, a chuva diminuiu, mas o ritmo dos jogadores do Peixe não. Logo aos 13 minutos, o centroavante Rafael Xavier, estreante no time, marcou o terceiro após outro belo cruzamento pela direita do meia Rodrigo Bagé. O quarto gol foi marcado de pênalti, aos 27 minutos. Valdo, mais uma vez, fez a alegria dos torcedores. Neste lance, o goleiro Carlinhos, do Porto, foi expulso.
Rafael Xavier marcou de novo, aos 37 minutos, em mais um gol de cabeça. Rodrigo Bagé assinalou o sexto depois de uma bela jogada na entrada da área e um chute forte.

O sétimo gol foi marcado pelo matador Valdo, aos 46, em mais uma cobrança perfeita de penalidade máxima. O Tricolor assume a ponta do returno. Na próxima rodada, enfrenta o Videira, quarta-feira, em Caçador.

Leão joga neste sábado
O Hercílio Luz também procura o seu espaço na Divisão Especial do Campeonato Catarinense. Após um primeiro turno regular, com 13 pontos somados, o Leão do Sul pretende garantir a vitória em todos os jogos em casa.
E, para iniciar o returno com o pé direito, o Leão pretende vencer o Joaçaba neste sábado à tarde, às 16 horas, no Estádio Anibal Costa, em Tubarão.

O técnico Paulinho Portugal tem uma série de desfalques, como o goleirão Tiago, o zagueiro Renato Tilão e o atacante Edson Bugrão. No entanto, trabalhou forte durante a semana e reforça que o time vai em busca de uma das três vagas restantes para a grande decisão do quadrangular final.