Marco Antonio Mendes
Tubarão

Finalmente. Após mais de 70 dias, a Unisul/Seguridade/Penalty retorna ao seu templo original para definitivamente dar sequência às fases finais do Campeonato Catarinense da Divisão Especial.

Na tarde desta sexta-feira, os atletas e a comissão técnica do time fizeram mais um treino para a partida da noite deste sábado, no “novo” ginásio Salgadão. O jogo de volta das quartas-de-final, contra São Bento, será realizado às 20h30min.
E as reformas da casa são apenas elogios. “Ficou muito bom, não é!”, dizia o ala Paraíba. “Só temos que readaptar os jogadores ao tamanho da quadra porque o restante está tudo ótimo”, lembrava o preparador físico Marco Freitas.

“E lá em cima? Tudo muito lindo e confortável”, garantia o goleiro Ivan, referindo-se os vestiários, que receberam uma ‘nova cara’.
A motivação para o jogo decisivo para a classificação às semifinais era visível. Afinal, os jogadores falavam o tempo todo em reencontrar a torcida. A expectativa é que o ginásio volte a ferver como nas competições da Liga Futsal, encerradas em agosto.

Motivado também estava o novo treinador Nelsinho Bavier. Depois da primeira vitória na equipe, quarta-feira, quando a Unisul fez 3 a 1 em cima do São Bento, no primeiro jogo das quartas, ele restringe-se a falar uma única frase sobre a equipe nesta fase de adaptação. “Melhor impossível”, comenta.

Nelsinho, no entanto, não contará com Gordo no jogo deste sábado. O atleta sofreu uma contratura na panturrilha e, sob a orientação do fisioterapeuta Alexandre Zabote, terá que se recuperar primeiro.
No sistema tático, nenhuma grande alteração deverá ocorrer (pelo menos por enquanto). Nelsinho está preocupado apenas com a defesa do time e, por isso, trabalha em uma melhora que, segundo ele, poderá ser visível na partida deste sábado.