Marco Antonio Mendes
Tubarão

Esta não foi das melhores semanas para o Hercílio Luz. Jogadores, comissão técnica e diretoria estão agoniados, afinal, este fim de semana será decisivo para o clube tubaronense. Sem poder fazer nada, porque folga nesta rodada (o Hercílio jogaria com o Guarani, que desistiu do Campeonato Catarinense da Divisão Especial), o time apenas espera pelos resultados da última rodada do returno do Estadual para poder respirar com alívio.

“Temos que torcer por um tropeço do Próspera, porque, se o Imbituba vencer sábado, não teremos que fazer o jogo-extra”, diz o presidente do clube, Édio Brás Ricardo.
A equipe trabalhou normalmente durante a semana, mas, conforme o treinador Sílvio Rogério, não havia muito o que fazer. Segundo ele, os trabalhos não tiveram como ser direcionados, pois não há um adversário específico.

Se não houver necessidade de mais um jogo para definir se continua na Divisão Especial ou cai para a Divisão de Acesso, a partir da próxima semana os jogadores começarão a ser dispensados, no entanto, o presidente Édio garante que, para a próxima temporada, os investimentos serão no grupo de juniores.

“Queremos disputar tudo quanto é campeonato, até mesmo o amador, porque só assim vamos conseguir formar jogadores nossos. Este não foi um bom ano, mas foi essencial para aprendermos a lidar com as situações”, analisa Édio, referindo-se aos apuros que passou em relação às parcerias que não deram certo e na contratação dos jogadores de última hora.
O jogo entre Próspera e Imbituba será neste sábado, às 15 horas, no estádio Mário Balsini, em Criciúma.