Marco Antonio Mendes
Tubarão

O representante de medicamentos Peterson Franscisconi e a proprietária de uma farmácia Michele Farias, de Tubarão, não gostam de chegar em casa, depois do trabalho, sentar na frente da televisão e descansar para o outro dia.

A rotina noturna do casal, que namora há um ano e cinco meses, é baseada em ir para a academia ou praticar algum esporte. Isso tudo juntos, todos os dias, inclusive nos fins de semana.

Ela é praticante do tênis. Começou na adolescência. Ele é um adepto dos esportes radicais, qualquer coisa que envolva muita aventura e adrenalina. Parecia meio difícil um gostar do que o outro fazia, já que são modalidades bem diferentes. Talvez a conexão existente através do esporte tenha feito cada um conhecer a modalidade do companheiro.

“Peterson começou a jogar tênis comigo. Eu que ensinei e tenho bastante orgulho disso porque, no início do namoro, ele não gostava muito e tinha uma visão diferente do esporte”, conta Michele.

Tênis, para Peterson, era uma atividade monótona, se comparado ao kitesurfe (uma mescla de surfe e esqui com vôo livre), que ele pratica quase todos os fins de semana. Mas, então, resolveram atrever-se e conhecer o que cada um gosta.

O representante de medicamentos, que está na categoria iniciante do tênis, chegou à final de uma competição recentemente. A namorada ainda não se sente segura com o kitesurfe, mas se aventura com outras atividades, sempre junto com o namorado, é claro.

“O melhor de tudo é que um sempre incentiva o outro. Se eu não estou a fim, ela vem e me faz sair de casa. Nada mais divertido do que estar ao lado de quem gostamos, fazendo algo que sabemos que vai trazer benefícios não somente estéticos, mas também mental”, destaca Peterson.

O próximo desafio do casal será a San Silvestre, no fim do ano. Em preparação à maior maratona do Brasil, correm quase todos os dias pela beira-rio.