Criciúma

O Criciúma novamente venceu no Campeonato Brasileiro da Série B. A vitória veio diante do Fortaleza, na tarde deste sábado (8), no estádio Heriberto Hülse, pelo placar de 2 a 0, pela 26ª rodada da competição. Os gols da partida foram marcados por Zé Carlos, de pênalti no primeiro tempo, e Vitor Feijão, com um chute na etapa final de jogo.

A vitória tricolor faz com que a equipe se afaste da zona de rebaixamento. O Tigre está há quatro pontos do Z4. Com o resultado, o Criciúma soma 32 pontos na Série B.

O Jogo

Líder da competição, o Fortaleza iniciou a partida buscando o gol. Logo no primeiro minuto do duelo, os visitantes quase abriram o placar. Dodô cobrou falta na área e Bruno Melo ganhou da defesa e cabeceou a bola para o gol, mas o goleiro Luiz espalmou para frente e a zaga tricolor afastou o perigo.

Aos 7 minutos, os visitantes voltaram assustar o Criciúma. Dodô chutou de fora da área e a bola passou à direita do gol do arqueiro Luiz. No lance seguinte, a bola foi alçada na área e o atacante Gustavo tentou fazer o gol com a mão, mas a arbitragem notou a irregularidade e anulou o lance.

O Fortaleza vinha melhor nos primeiros minutos de jogo, entretanto, foi o Criciúma que balançou as redes. No primeiro ataque carvoeiro, Vitor Feijão arrancou pela esquerda, entrou na área e foi derrubado pelo zagueiro Diego Jussani. Na cobrança da penalidade, o atacante Zé Carlos deslocou o goleiro Marcelo Boeck e abriu o placar.

O Tigre voltou assustar os visitantes aos 16. Eduardo recebeu em profundidade e tentou tirar do goleiro, mas o arqueiro conseguiu tirar a bola para a lateral.

A equipe visitante voltou a entrar na área tricolor aos 25. Bruno Melo tentou cruzar, porém, o ataque do Fortaleza estava impedido e o auxiliar assinalou o impedimento. Dois minutos depois, Igor recebeu e chutou de fora da área, mas a bola passou por cima do travessão.

Aos 40, o Fortaleza envolveu a defesa do Criciúma e conseguiu entrar na área. Lateral-esquerdo Bruno Melo recebeu pela esquerda e chutou cruzado, mas a bola passou em frente da pequena área e ninguém apareceu para empurrar a bola para o gol carvoeiro. Quatro minutos depois, o Leão voltou assustar a defesa tricolor. Bruno Melo cruzou na área, mas o zagueiro Nino afastou o perigo.

Segundo Tempo

O Fortaleza voltou para o segundo tempo disposto a empatar a partida. No primeiro minuto da etapa final do confronto, Pablo cruzou na área, mas o zagueiro Nino, bem postado, afastou o perigo. No lance seguinte, Felipe tocou em profundidade para Marcinho, mas o atacante estava impedido e arbitragem assinalou a irregularidade.

A equipe visitante pressionou o Criciúma nos primeiros minutos. Ligger recebeu e chutou da intermediária, mas Luiz fez a defesa.

O Criciúma teve a primeira oportunidade com aos 7 minutos. Elvis cobrou escanteio, mas a zaga adversária afastou o perigo. No lance seguinte, o Elvis cobrou novamente tiro de canto, porém, direto para o gol e a bola saiu pela linha de fundo.

Os visitantes tiveram uma boa oportunidade para empatar aos 12, mas Dodô desperdiçou a chance. Após cruzamento, o meio-campista recebeu sozinho dentro da pequena área e cabeceou fraco na bola. Luiz apenas acompanhou a redonda sair pela linha de fundo.

A equipe carvoeira quase ampliou com Eduardo aos 14. O volante recebeu e sem marcador, chutou à esquerda do gol de Marcelo Boeck, mas a bola saiu pela linha de fundo.

Aos 20, o Criciúma puxou contra-ataque com Eduardo, mas o volante sentiu a coxa, com isso, caiu em campo e o técnico Mazola Junior precisou fazer a primeira substituição na equipe. O escolhido para substituir Eduardo foi Andrew. Ronaldo também sentindo dores deixou o gramado para a entrada de Ralph.

O Tigre quase ampliou com Marlon aos 30. O meio-campista Elvis cobrou falta na área, a zaga afastou e no rebote o lateral-esquerdo chutou de fora da área, mas a bola saiu pela linha de fundo.

A última substituição do time do Tigre foi aos 33. Deixou o jogo o atacante Zé Carlos e entrou Nicolas.

Aos 35, o Fortaleza assustou o Tigre pelo lado direito do campo. Romarinho tentou cruzar, mas a bola saiu pela linha de fundo. Goleiro Luiz só acompanhou a saída da redonda.

O Criciúma ampliou o placar com Vitor Feijão, aos 43. O atacante recebeu na intermediária, tirou o marcador e chutou forte para o gol, sem chances para o arqueiro Marcelo.

Após o segundo gol carvoeiro, a equipe da casa continuou pressionando o adversário e mantendo a vantagem. O próximo compromisso do Tigre é no sábado, dia 15, diante do Avaí, no estádio Heriberto Hülse.