Foto: Marcelo Caio/CriciúmaFC
Foto: Marcelo Caio/CriciúmaFC

Criciúma


Sempre pelo lado direito o Criciúma começou o jogo pressionando o Brusque. Teve boas chances ao longo da primeira etapa e depois de vários cruzamentos, Sueliton achou o artilheiro Zé Gol que abriu o placar de cabeça. No segundo tempo, a partida caiu muito de produção, com quase nenhum perigo para os goleiros. Até que aos 45 do segundo tempo, a maior vontade do Brusque foi premiada com o gol de Luizinho.


A partida foi disputada nesta sexta-feira (16), com pouco mais de dois mil torcedores nas arquibancadas. Zé Carlos já era ídolo da torcida do Criciúma e vai se consolidando cada vez mais. Sueliton cruzou com efeito, Dida caçou borboleta e Zé Carlos só escorou de cabeça para o fundo da rede. O Criciúma abre o placar com ele, ídolo da torcida, e quarto maior artilheiro da história do clube. 


Depois de uma boa primeira etapa, o Tigre voltou desligado e com sono para a etapa final. Acreditando até o final, o Bruscão foi para cima do Tigre com Douglas Silva. Ele recebeu na área, bateu cruzado e Luiz defendeu. No rebote, o meia do Luizinho apareceu para completar. Tudo igual no placar. 


Com o empate, o Criciúma foi aos 14 pontos, a apenas dois da zona de rebaixamento e ocupa o 7º lugar. O Brusque está em situação melhor, é o 6º, com 17 pontos. Na próxima rodada, o Criciúma visita o Avaí, quarta-feira, na Ressacada, às 21h45. O Brusque joga contra o Tubarão, quarta-feira, em casa, às 20h30.