Tubarão

A disputa para defender a meta tricolor na Copa Santa Catarina é acirrada. No grupo de goleiros do Peixe estão quatro jogadores com diferentes experiências. O mais velho deles, Paulo Vitor, chegou ao Tubarão para Série D do Brasileirão. Aos 27 anos, o atleta trabalha por uma oportunidade no time principal na Copa Santa Catarina. 

“É claro que o sonho de qualquer jogador é ser sempre titular. É para isso que trabalhamos desde criança. Mas, também sabemos que a posição de goleiro é uma das mais concorridas, e aqui não é diferente. Temos uma relação muito boa entre nós, e cada um trabalha para buscar um espaço no time”, afirma Paulo Vitor. 

Com o fim do campeonato nacional, o goleiro renovou seu contrato para a disputa da Copa Santa Catarina. Agora com 12 clubes e uma duração maior, o torneio é a última competição do ano para o Peixe. Em busca do bicampeonato, o time está completando quase um mês de trabalho sob o comando do técnico China Balbino. 

“Os treinos com o professor China estão muito intensos. Ele tem um trabalho muito moderno. Com a estrutura que o clube apresenta e a qualidade dos treinamentos, tenho certeza que o time irá lutar muito forte para ser campeão novamente”, destaca. 

Hoje os treinos ocorrem no período da manhã e neste sábado a equipe participa de um jogo-treino contra o Figueirense no Centro de Treinamento Cambirela, em Palhoça. A estreia na Copa SC está marcada para 16 de setembro, contra o Marcílio Dias, em Itajaí.