Rússia

Os últimos jogos da primeira fase da Copa do Mundo aconteceram nesta quinta-feira e definiram os últimos classificados para as oitavas de final. Os últimos Grupos que conhecerem as equipes que continuam no Mundial foram o Grupo G e H.

O dia iniciou com os confrontos entre Japão x Polônia e Colômbia x Senegal. Na Arena Volgogrado, os poloneses, que mesmo já eliminados, venceram os asiáticos por 1 a 0 e se despediram da Rússia de maneira honrosa. O gol do jogo foi marcado pelo zagueiro Jan Bednarek. 

O resultado, não elimina a Seleção do Japão, já que na outra partida do grupo, a Colômbia bateu Senegal por 1 a 0 e acabou com o sonho de classificação da seleção africana. Os orientais terminam a primeira fase com a mesma pontuação, saldo de gols e gols feitos dos senegaleses. Porém, levam a melhor no quesito Fair Play, já que receberam um cartão amarelo a menos, o suficiente para avançarem na competição.

Foi no sufoco, mas a Colômbia conseguiu a sua classificação para as oitavas de final. Precisando de todas as formas o resultado positivo, a seleção colombiana conseguiu marcar apenas aos 28 minutos do segundo tempo com o zagueiro ex-Palmeiras e atualmente no Barcelona Yerri Mina subindo muito alto e testando firme. A vitória garantiu para a Colômbia a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo. Já Senegal deu adeus para a competição devido aos cartões amarelos. 

Pelo Grupo G, Bélgica Inglaterra definiram o primeiro lugar. A seleção belga levou a melhor e terminou a primeira fase do Mundial na liderança do Grupo G. Em Kaliningrado, a Inglaterra foi derrotada por 1 a 0, com um golaço de Januzaj, logo no início do segundo tempo.

O outro jogo do Grupo entre Tunísia x Panamá terminou com vitória de virada para a Tunísia, que não vencia há 40 anos competindo pelo Mundial. As duas equipes se despediram da Copa com gols de Rodríguez, pelo Panamá, e os jogadores Ben Youssef e Khazri, para a Tunísia. 

Marcelo apresenta melhora após lesão

O lateral Marcelo, que saiu da última partida antes dos dez minutos por causa de uma lesão na região lombar, começou o tratamento ainda no estádio do Spartak, em Moscou, e já apresenta uma “boa melhora”. A CBF atualizou o quadro clínico do atleta e garantiu que o jogador seguirá sob observação do departamento médico, embora ele seja liberado para curtir sua folga, a exemplo dos outros atletas. Logo após o jogo, o médico do Brasil, Rodrigo Lasmar, já havia tranquilizado os torcedores, afirmando que o incômodo físico de Marcelo não era grave e que o problema poderia ter sido causado pelo colchão do hotel. O jogador do Real Madrid sofreu um espasmo na musculatura estabilizadora da coluna, fato que “travou” sua região lombar.