Paulinho Sachetti
Tubarão

Não podia ser diferente. O clima entre a maioria dos jogadores do Atlético Tubarão, ontem à tarde, era de pura tensão nos trabalhos realizados no estádio Domingos Gonzales. A derrota de 3 a 0 para o Avaí, diante da própria torcida, caiu como um ‘balde de água fria’ ao time, que tentava a primeira vitória no Campeonato Catarinense e a conseqüente reabilitação.

Os trabalhos de ontem foram apenas com os atletas que não atuaram quarta-feira e com quem jogou apenas alguns minutos. Hoje durante o dia, o técnico Alexandre Pandóssio pretende definir a equipe e estudar a melhor formação para desafiar o rival Criciúma, time pelo qual defendeu por longos anos, quando atuava como goleiro.

Ele sabe das dificuldades em jogar no estádio Heriberto Hülse e, por isso, pretende armar um esquema bastante cauteloso para enfrentar um do melhores ataques da competição.

Uma das grandes novidades entre os titulares, que começarão o confronto, deve ser a estréia do meio-campista Marquinhos, para dar mais agilidade ao ataque. Pelo menos, é o que espera a torcida e o gerente de futebol Robertinho, que tratou logo de acertar a documentação do jogador, que estava no Americano, do Rio de Janeiro, onde disputou a Taça Guanabara.