Foto: Geórgia Gava/TN / Reprodução

Ciclistas de Criciúma se organizaram para fazer um “pedal em manifestação pela vida”. O evento aconteceu hoje, dia 4, na Rua da Gente com destino ao Paço Municipal. O objetivo da bicicletada é protestar pelos direitos dos ciclistas, reforçando a frase “em cima de uma bike vai uma vida”.

O pedal também é em luto por Anderson Araújo Burato, ciclista de 30 anos que morreu atropelado na noite dessa quarta-feira, dia 3, em Criciúma. Ele foi atingido por uma caminhonete enquanto seguia na Rua São Cristóvão, no bairro Demboski, por volta das 21h30.

Cerca de 50 pessoas se reuniram com balões pretos, em forma de luto e pedido de atenção do poder público.

Quem promove a movimentação é o perfil @juntossomosmaisfortes5. Eles, juntamente com os ciclistas da região, pedem por mais paciência e responsabilidade por parte dos motoristas no trânsito e destacam que manter a distância mínima de 1,5m (Art. 201 Código de Trânsito Brasileiro) não é “empatia”, é lei. “Quantas vidas mais serão necessárias para que o motorista tome consciência e aprenda a dirigir com prudência?”, questionam eles em publicação no Instagram.

Com informações de TN Sul