De Floripa, time delegação viajou para Belo Horizonte, onde enfrenta, amanhã, o Cruzeiro, pela Copa do Brasil

Florianópolis

A Chapecoense entrou em campo na tarde deste domingo no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, para disputar contra o Avaí a primeira partida da final do Campeonato Catarinense. Sabendo da importância da vitória, a Chape não se intimidou e, mesmo em solo adversário, contou com o apoio de 1,7 mil torcedores para buscar a vitória por 1 x 0. Agora, a decisão fica para o jogo de volta, no próximo domingo, na Arena Condá.
O técnico Vagner Mancini apostou em mudanças táticas no Verdão, colocando Moisés Ribeiro para jogar em linha com Andrei Girotto para dar liberdade a Luiz Antônio, proporcionando à Chape considerável ganho ofensivo. A alteração foi eficaz e a equipe alviverde já iniciou a partida subindo ao ataque e contendo as investidas do Avaí. Aos 17 minutos, Capa, lateral do Leão da Ilha, deixou o cotovelo no rosto de Moisés e foi expulso.
Com a vantagem numérica, a Chape manteve a posse de bola e, aos 35, abriu o placar com Luiz Antônio, que chutou no canto esquerdo sem chances para Kozlinski. Logo na sequência, a Chapecoense teve Andrei Girotto expulso, após falta em Leandro Silva. Com dez para cada lado, o primeiro tempo terminou com o Verdão à frente no marcador.
Com a vitória parcial, coube à equipe de Mancini voltar para a etapa complementar com inteligência para cadenciar a partida e garantir o resultado.
O Avaí voltou para o segundo tempo com mais intensidade, mas sem a sua peça principal – o meia Marquinhos, substituído no momento da expulsão de Capa – não conseguiu criar e nem levar perigo ao gol de Artur Moraes. A Chape precisou, apenas, reforçar a marcação e administrar a vitória, que dá à equipe alviverde uma vantagem ainda maior para o jogo de volta, na Arena Condá.
Após a partida, o técnico Vagner Mancini exaltou a importância da vitória fora de casa. “Vitória da raça, da garra. Durante algum tempo do jogo tivemos um jogador a mais e soubemos usar isso. A Chape se comportou muito bem. Não está nada definido, mas é uma boa vantagem”, afirmou. O Diretor Executivo de Futebol, Rui Costa, lembrou-se da maratona de jogos que a Chape tem enfrentado e destacou o bom trabalho que está sendo realizado pelo Clube, permitindo que a equipe tenha rápida recuperação e faça jogos de alto nível como na partida de hoje, diante de um adversário forte como o Avaí.
De Florianópolis, a delegação alviverde viajou para Belo Horizonte, onde enfrenta, amanhã, a equipe do Cruzeiro, em partida válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil.