Hercílio arranca empate com 2 gols de Lima - Foto: Divulgação/Notisul
Hercílio arranca empate com 2 gols de Lima - Foto: Divulgação/Notisul

Tubarão

Em um jogo eletrizante e de seis gols, Hercílio Luz e Joinville empataram em 3 x 3 na noite deste sábado no Estádio Aníbal Torres Costa, em Tubarão. Após sair atrás por 2 x 0, o Leão do Sul correu em busca do resultado e conseguiu o empate. Com o placar, o time chega aos 14 pontos no Campeonato Catarinense e com mais uma vitória, segundo especialistas do Estadual nesta temporada, aos chegar aos 17 pontos teria vaga garantida com permanência na elite do futebol catarinense em 2019. O Colorado tubaronense ainda tem um dos quatro jogos restantes no Returno na Toca do Leão – contra o Concórdia -, lanterninha da competição.

No primeiro tempo, o Hercílio teve chances de gol em jogadas de Tiago Pará e Matheuszinho, mas quem saiu na frente do placar foi o Joinville. Elias lançou para Grampola que fez 1 x 0. Aos 42 minutos saiu o segundo gol, com Eduardo Person. As equipes foram para o intervalo com 2 x 0 para o JEC.

Na etapa final, o técnico Nasareno Silva fez as mudanças necessárias e o Leão do Sul reagiu. Aos 18 minutos, Bruninho fez jogada individual e passou para Lima, que invadiu a área e chutou colocado no canto esquerdo do goleiro. Dois minutos depois, o JEC fez o terceiro gol, com Schmöller.

O Leão do Sul seguiu buscando o gol e aos 22 minutos o estreante Levi aproveitou a sobra, dominou e chutou de canhota no cantinho. O time da casa empatou a partida com Limatador, de pênalti, que chega à artilharia do Estadual, com oito gols. O jogo terminou em 3 x 3 no Estádio Aníbal Torres Costa.

O próximo desafio do Hercílio é contra a Chapecoense às 19h30, na Arena Condá, nesta quarta-feira.

Chape vence o Atlético Tubarão na Vila
O confronto entre a líder do Estadual, Chapecoense, e o Atlético Tubarão foi disputado na tarde de ontem no Estádio Domingos Silveira Gonzalez, na Cidade Azul. Era o duelo entre o melhor ataque e a defesa menos vazada do Campeonato Catarinense. A Chape quebrou a invencibilidade do Peixe de sete jogos sem perder e venceu por 2 x 0. Os gols foram marcados no primeiro tempo, por Guilherme e Wellington Paulista. O Peixe ainda teve um gol anulado pela arbitragem.

“Perdemos muito com a saída do Assis logo no início da partida. Era uma das peças-chave para o nosso time. Mesmo assim, o Tubarão jogou muito bem, o Gilson Kleina reconheceu que fomos a equipe que deu mais trabalho para a Chapecoense em todo o campeonato”, declarou Waguinho Dias.

O jogo começou equilibrado, com as duas equipes se estudando. Aos 13 minutos, Vinicius Freitas chutou forte e Guilherme aproveitou o rebote, abrindo o placar para a Chapecoense. O segundo dos visitantes foi marcado por Wellington Paulista, em cobrança de pênalti, aos 24. O Atlético buscou o ataque e levou perigo diversas vezes. Aos 35, Marcos Vinicius balançou as redes, aproveitando rebote de Jandrei, mas o auxiliar marcou impedimento. Na segunda etapa, o time da casa voltou melhor novamente, mas a defesa adversária neutralizou os ataques do Tricolor da Vila.

“O Belliato não precisou trabalhar durante o segundo tempo. Pressionamos no ataque o tempo todo, acertamos bolas nas traves, o Jandrei fez grandes defesas, porém, infelizmente o gol não saiu. Continuamos firmes em nosso objetivo de afastar de vez a ameaça de rebaixamento e buscar a vaga na Copa do Brasil”, pretende o técnico.

Com o resultado, o Peixe se mantém na 5ª colocação do Estadual, com 17 pontos. O próximo compromisso é contra o Brusque, fora de casa, na quinta-feira, às 21h30, pela 15ª rodada.