Wagner da Silva
Imbituba

A força da torcida foi suficiente para embalar o CFZ Imbituba na vitória por 3 a 0 sobre o Brusque, na tarde deste sábado. Mesmo assim, os três pontos não foram suficientes à classificação para a semifinal do turno do Campeonato Catarinense.
Para conquistar a vaga a equipe precisava de mais um gol, assim permaneceria com os mesmos 15 pontos do Metropolitano, mas empataria no saldo de gols e teria vantagem nos números do ataque.

A equipe entrou no Estádio Emília Mendes Rodrigues, o Ninho da Águia, e teve que esperar por mais de duas horas a chegada do ônibus do Brusque. O time do vale do Itajaí ficou preso no congestionamento da BR-101. O árbitro Paulo Henrique de Godoy Bezerra pretendia dar a vitória ao CFZ por WO. Mas com a pressão da diretoria dos dois times, ele optou por esperar.

Mesmo sem aquecimento, os jogadores do Brusque iniciaram melhor a primeira etapa, mas durante a maior parte do jogo viram a Águia do Litoral aproveitar todas as possíveis chances de gol. O atacante Felipe Oliveira balançou a rede adversária duas vezes ainda no primeiro tempo. Com isso, o jogador assumiu a liderança da artilharia, com nove gols. Michel Nunes também deixou o seu.

O Imbituba teve o jogador Leonardo expulso, mas permanecia no ataque em busca do gol de classificação, enquanto o Brusque segurava-se como podia. Para decepção dos torcedores e dos próprios jogadores, o da classificação não saiu. Joinville, Avaí, Atlético de Ibirama e Metropolitano são as quatro equipes classificadas para a segunda fase.