Marco Antonio Mendes
Tubarão

Entre idas e vindas, aquele Atlético Tubarão que começou o Campeonato Catarinense já não é mais o mesmo nem de longe. Da equipe que fazia parte daquela que estreou contra o Figueirense, em Florianópolis, no início de janeiro, poucos continuam no time.

Com time reformulado, os bons resultados aguardados ainda são uma incógnita. A apenas seis rodadas do término da competição, a diretoria continua a trabalhar em busca de reforços. Com três novidades que chegaram esta semana (o zagueiro Gustavo, o meia Felipe e o lateral-esquerdo Leandro), o clube aguarda para hoje a vinda de mais um jogador, o zagueiro Vladmir, que vem do Iraty (PR).
“Nós ainda estamos carentes de um goleiro e um atacante. Estamos procurando. Talvez até o fim desta semana ou no início da próxima possamos anunciar”, diz o gerente de futebol Fábio Araújo.

A questão é que, com a saída do atacante e artilheiro do time Fábio Bala (que saiu dizendo que não tinha condições de jogar por estar lesionado, mas apresentou-se no Volta Redonda, do Rio de Janeiro), os dirigentes pensam em não contratar alguém que seja realmente bom como ele. No entanto, a contratação de alguém que suprisse a sua vaga poderia custar um valor muito algo ao clube.

Assim, diferente do gerente de futebol do Atlético Tubarão, o técnico Rafaelli Graniti mantém o discurso de valorizar quem está no time. “Nós temos Allan, Guilherme, Ernesto e Baiano. Com um pouco mais de trabalho, eles conseguirão fazer boas partidas. Os jogadores que estão vindo estamos recebendo sem custos algum. Não tem como contratarmos mais. Eu gostei do trabalho deles e acho que eles têm potencial”, avalia o treinador.

O clube tubaronense volta a jogar domingo, contra o Metropolitano, pela quarta rodada do Estadual, em Blumenau. O Atlético possui apenas um ponto no returno da competição, enquanto na classificação geral amarga a lanterna, com cinco pontos.