Marco Antonio Mendes
Tubarão

A tradição manteve-se e o tabu não foi quebrado. O Atlético Tubarão mais uma vez foi derrotado pelo Joinville e continua a não pontuar no Campeonato Catarinense. O placar de 2 a 0, na noite de ontem, no estádio Anibal Costa, fez o treinador Marcelo Cabo parar para refletir. Após a partida, a comissão técnica esteve reunida nos vestiários por mais de 20 minutos e, de lá, Marcelo disse que algo deve ser feito. “Vamos tomar uma atitude, com certeza. Essa atitude vai partir de mim. Ainda não sei se vamos mudar o sistema tático, se haverá mudança na equipe ou algo mais drástico. Mas algo será feito”, declarou.

Com o resultado, o Atlético Tubarão continua em último lugar do Estadual, sendo a única equipe que ainda não pontuou. O próximo compromisso será fora de casa, domingo, contra o Atlético de Ibirama, às 17 horas. O Joinville, líder, soma seis pontos. Venceu os dois jogos que disputou. Também no domingo, o JEC enfrenta o Figueirense.

Com a arquibancada descoberta quase lotada de torcedores, o time tubaronense estreou em casa, com um uniforme novo, jogando bem, mas com a insistência do primeiro gol da competição em não sair. A pressão iniciou com Joinville no ataque, que logo nos primeiros seis minutos abriu o placar. Marcelo Silva recebeu de Xavier e, de cabeça, fez o primeiro da partida.

A equipe do norte do estado dominou praticamente até a metade do primeiro tempo, quando os donos da casa começaram a reagir. Assim, o confronto entre joinvilenses e tubaronenses manteve-se equilibrado até o fim.

Lima confirma artilharia
Com a substituição de Luciano por Baiano, o Atlético Tubarão voltou do intervalo disposto a recuperar o placar. Perto dos 18 minutos, o grande lance do jogo veio quando Elton, do Atlético, chutou de fora da área e a bola bateu no travessão. Teve torcedor que chegou a berrar o primeiro gol, mas o Joinville aproveitou a mesma jogada para descontar o segundo, quando Lima, o artilheiro da competição, dominou a bola e chutou à direita do goleiro Marcos Leandro.

Mais tarde, aos 36 minutos, Bruno Luiz, do Atlético Tubarão, tentou solitariamente diminuir a diferença, mas não obteve sucesso. “Fomos melhores no segundo tempo, com certeza. Era uma derrota que não esperávamos. Mas temos que ficar calmos e mantermos a tranquilidade. Vamos conversar e ver o que temos que consertar”, disse o volante Rocha após o confronto.

Reforço
Um novo reforço chegou ao time na noite de ontem. O atacante Pedrinho, de 21 anos, deve começar os trabalhos com o grupo nesta tarde e, se conseguir a regularização de seus documentos, já estreia no domingo. O jogador estava no Noroeste e começou no Vasco. Jogou no clube carioca por 12 anos e ainda teve passagem pelo Ponte Preta e pela seleção brasileira sub-19.