Marco Antonio Mendes
Tubarão

Um Atlético Tubarão diferente. Isto é o que se espera da equipe que entra em campo neste domingo para iniciar o returno do Campeonato Catarinense da Divisão Principal. O confronto será com o Figueirense, às 16 horas, no Estádio Anibal Costa. A partida terá transmissão ao vivo pela emissora de televisão RIC Record.

Depois de um primeiro turno conturbado, com apenas uma vitória e um empate no meio de nove rodadas, o time tubaronense tentou mudar de cara em uma semana. Na última segunda-feira, o presidente Pedro Almeida e o diretor de futebol Robertinho Rodrigues convocaram a imprensa para desabafar. Assumiram a culpa sobre a confiança depositada no ex-técnico Marcelo Cabo para os primeiros jogos da competição. Marcelo foi o responsável por montar a equipe. No mesmo dia, uma lista de dispensa foi anunciada e oito jogadores deixaram o clube.

O treinador Joceli dos Santos e a diretoria foram em busca, então, de reforços. Benson, Neto, Guilherme, Cafú e Alex. Estes são os novos nomes do clube tubaronense. Apenas Cafu e Alex ficam fora na estreia do segundo turno. Suas inscrições junto à Confederação Brasileira de Futebol não ficaram prontas a tempo.
Para o returno do Estadual, o medo começa a bater na porta do clube. É a fase decisiva da competição. Dois serão rebaixados à Divisão Especial e só poderão tentar subir novamente no campeonato de 2010, diferente do que vinha ocorrendo até ano passado, quando no mesmo ano o clube poderia tentar voltar à elite.

Na nona colocação, o Atlético Tubarão amarga míseros quatro pontos. Seis de diferença para o oitavo na classificação, o Marcílio Dias. Desafio este que o técnico Joceli dos Santos não medirá esforços para recuperar. “O essencial será vencermos em casa. Temos que roubar alguns pontos também. A equipe muda de cara agora, mas só vamos conhecer a atitude do time em campo, mesmo”, diz.