Paulinho Sachetti
Tubarão

Depois de ceder o sexto empate no Campeonato Catarinense – o quarto em casa, na noite da última quinta-feira, para o Brusque, em 3 a 3, o Atlético Tubarão só tem uma alternativa se quiser a sair da incômoda zona de rebaixamento: vencer o Guarani de Palhoça, neste domingo, às 20h30min, no estádio Domingos Gonzales, pela última rodada do turno.

O técnico Alexandre Pandóssio sabe que precisará montar um esquema ofensivo, mesmo sem poder contar com um dos atacantes mais importantes. Orlando foi expulso quinta, assim como o zagueiro Jairo Santos.
No setor defensivo, o nome mais cotado é o do zagueiro Deco. Ele saiu do time depois do empate contra o Figueirense, pela sétima rodada. Ele falhou em um lance que originou um dos gols do time da capital e foi sacado.

No ataque, para formar a dupla com Carlinhos, a vaga deve ser do jovem Orlando. Ele foi punido por indisciplina, semana passada, e não jogou o clássico contra o Tigre, nem diante do Brusque.
Ele estava afastado até mesmo dos treinamentos, mas deve ganhar um perdão antecipado. Nesta sexta-feira, o time voltou a treinar leve. O técnico procurou, junto com o grupo, entender o que houve no jogo de quinta-feira.

Mesmo depois de empatar, a diretoria espera um bom público. “Quem entende de futebol sabe que estamos levando azar. Sem contar as falhas de arbitragens. Na quinta-feira, foi vergonhoso o que fizeram conosco”, lamenta o gerente de Futebol, Robertinho.