Maycon Vianna
Brusque

O Atlético Tubarão despediu-se do Campeonato Catarinense com mais uma derrota. O time do sul não conseguiu superar o Brusque, no Estádio Augusto Bauer, e perdeu por 4 a 1, na noite de ontem. A equipe não se encontrou na partida, assim como no restante do estadual. Mesmo incentivado pelo técnico Rafaelli Graniti, que cumpriu a palavra e continuou no clube até o último minuto, os jogadores mais uma vez não corresponderam em campo e ficaram completamente perdidos.
No primeiro tempo, quando estava melhor, o time sofreu dois gols consecutivos. Em dois cruzamentos, o Brusque marcou. O torcedor tubaronense pelo menos foi presenteado com um gol do atacante Allan com um chute forte no ângulo, após escanteio cobrado pelo canto esquerdo.

O jogo ficou equilibrado, com duas oportunidades claras de gol que o Atlético Tubarão desperdiçou. Como diz o jargão do futebol, quem não faz toma. E o Brusque marcou o terceiro após bobeada da defesa dos visitantes.
Já na segunda etapa, nos 15 minutos iniciais, os tubaronenses partiram para cima e tiveram maior posse de bola. O lateral-direito Diego Pitbull fez uma boa partida, apesar da derrota. Com um chute da entrada da área do atacante Allan, o goleiro Alessandro, do Brusque, fez uma grande defesa.

O Brusque só respondeu aos 23 minutos do segundo tempo. O goleiro Wagner fez milagre e defendeu um chute forte do ataque do time da casa. Nos instantes finais da partida, já aos 36 minutos, Leonardo marcou o quarto gol e decretou o placar final do jogo.
“A derrota faz parte. Creio que fomos homens e, apesar de todos os problemas, honramos com os compromissos e ficamos até o fim”, destaca o jogador Rocha.

Time tubaronense é punido pelo TJD

Mesmo após ser rebaixado no estadual e com sérios problemas financeiros, o Atlético Tubarão ainda foi penalizado no Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina (TJD/SC) na noite de terça-feira. A quarta comissão disciplinar decidiu, por unanimidade, punir o clube em dois artigos. O clube perdeu três mandos de campo e foi multado em R$ 3 mil, enquadrado no artigo 213 (por deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

O clube foi denunciado por causa de um objeto arremessado no assistente Fernando Lopes na partida contra o Avaí, no último dia 11. Além disso, foi denunciado também no artigo 232 (por deixar de cumprir obrigação assumida em qualquer documento referente às atividades desportivas, observada a competência da Justiça Desportiva prevista em lei) do CBJD por não pagar a taxa de arbitragem do mesmo jogo. Os auditores multaram o clube em R$ 500,00.