Marco Antonio Mendes
Tubarão

Satisfeito não apenas com a primeira vitória do ano, por 2 a 0, sobre o São Ludgero, equipe amadora de futebol, o treinador Marcelo Cabo já tem em mente a sua formação para a estreia no Campeonato Catarinense da Divisão Principal, no próximo dia 19, contra o Figueirense, em Florianópolis. A equipe para as primeiras rodadas entrará em campo apenas domingo, em Imbituba, quando o Atlético Tubarão fará o seu segundo jogo-treino.

Na noite de ontem, no Domingos Gonzales, o técnico resolveu poupar aqueles que provavelmente serão os titulares. Entretanto, ressalta que a intenção deste primeiro amistoso era conhecer melhor as características dos atletas. A formação foi basicamente composta pelos jogadores mais jovens do time. “Busquei visualizar as opções que temos para o campeonato. Estou bem contente com o que vi. Claro que o time ainda não está pronto, até porque estão treinando muito e hoje (ontem) pela manhã estiveram trabalhando a parte física na areia”, diz Marcelo.

Em dois tempos de 30 minutos, o confronto esteve equilibrado em vários momentos. O primeiro gol dos tubaronenses foi marcado por Hugo e o segundo por Léo. Do primeiro para o segundo tempo, algumas alterações foram realizadas, incluindo a troca de posição de alguns jogadores. Para hoje, há previsão de treinamento em dois períodos, mais atividades na academia.

Fábio Bala em cena para reforçar o time
O plano B do Atlético Tubarão foi acionado rapidamente e com a confirmação da não vinda do atacante Marco Brito, Fábio Bala chega para assumir o posto. O atleta chegou com empolgação ao Estádio Domingos Gonzales, na noite de ontem. Enquanto os colegas disputavam o jogo-treino, o atacante corria ao redor do campo. Nesta manhã, já deve iniciar os trabalhos com o restante do grupo.

Fábio Bala teve passagens pelo Grêmio, Avaí, Fluminense e a sua última passagem foi no Esteghlat Teheran, do Irã. “Não me acostumei com o país. Nem cheguei a jogar, apenas estava em fase de adaptação. Lá é muito frio, a cultura é completamente diferente e é complicado me comunicar, já que não sei nem inglês e nem a língua local”, conta o jogador.

Antes de embarcar para Tubarão, Fábio estava no Rio de Janeiro mantendo o condicionamento físico. No time da cidade, ele aguarda com ansiedade o início da nova oportunidade. “É algo novo na minha vida poder jogar em Santa Catarina, em um campeonato que está se destacando. Quero poder ajudar ao máximo os meus colegas para conquistarmos ótimos resultados” disse.