Liliane Dias

Braço do Norte

A paratleta Laiza da Silva Cipriano, de 15 anos, está cada vez mais perto da realização de seu sonho. A braçonortense está no 1º Camping Escolar 2020 do Comitê Paralímpico e assim, mais perto da seleção brasileira. Ao todo serão 117 atletas do Brasil em treinamento e preparação. 

A viagem foi confirmada em novembro e Laiza embarcou com sua mãe Mabel da Silva na terça-feira (28) para São Paulo. A paratleta catarinense, deve treinar com a base da seleção brasileira de vôlei sentando, no Centro Paralímpico Brasileiro até a próxima quarta-feira (5). A oportunidade serve também para que ela seja avaliada.

Os treinos da jovem são pela Associação Esportiva e Paradesportiva de Braço do Norte (Asespp). De acordo com o presidente da entidade, Allan Jones da Rosa Ferreira, Laiza foi convocada graças ao seu bom desempenho nas paralimpíadas escolares realizadas no final do ano passado. “Ela contribuiu para que a seleção catarinense conquistasse essa inédita medalha de bronze para o Estado na modalidade”, pontua.

A paratleta que iniciou a sua carreira no esporte há apenas dois anos contou com todo o apoio da família e um incentivo especial da treinadora Jane Neves Pereira, a Janinha. “Dona Janinha sempre acreditou no potencial da minha filha. Sempre dizia que ela podia mais”, lembra Mabel.

Para a treinadora, este pode ser o começo de um grande futuro. “A equipe brasileira está constantemente em busca de talentos. A seleção catarinense precisava de atleta para fazer parte da equipe de vôlei, me comprometi com três dos meus e aí está o resultado”, destaca.

Janinha reforça que o objetivo da Asespp é treiná-los em outras modalidades também. “Nosso foco maior é no atletismo, mas como no paralímpico existem várias modalidades buscamos sempre potencializá-los para outras modalidades. Esperamos que outros jovens possam se inspirar a partir de exemplos como este”, conclui.