Marco Antonio Mendes
Tubarão

A pouco menos de três meses para o início de mais um Campeonato Catarinense da Divisão Principal, os dirigentes do Atlético Tubarão retomam oficialmente as suas atividades na próxima terça-feira, quando se reúnem para deliberar as responsabilidades e definir o planejamento para o Catarinense de 2009.

Durante todo o ano, a diretoria o clube tentou cumprir as metas para iniciar a competição sem pendências. Contratou Play Freitas para ser o superintendente que buscaria os recursos financeiros, mas, no fim, ele acabou envolvido com outro time, do interior de São Paulo; chamou o empresário Roberto Gaúcho para tomar o cargo; e iniciou uma série de conversas para possíveis parcerias.

Ainda que não haja nada concreto, os dirigentes aguardam uma resposta do Centro de Futebol do Zico (CFZ), a parceria que poderá ser a mais viável. Foram cogitados grupos do Rio Grande do Sul e de São Paulo, já descartados, segundo o presidente do clube, Pedro Almeida.

“Acho que estas empresas não estão tão preparadas assim. As conversas não continuaram e eles também não aceitaram as nossas condições. Agora, aguardamos uma posição do CFZ”, diz o presidente.