O Atlético Tubarão jogou em casa na tarde deste sábado (1º), em confronto válido pela 11ª rodada do Campeonato Catarinense, e tinha a chance de vencer o Figueirense, e ter a chance de sair da temida zona de rebaixamento, local que está desde a primeira rodada do Campeonato Catarinense, a maior parte como lanterna. Mas a história foi bem diferente das pretensões do Peixe, adversário sério ao descenso à Segundona de 2020, junto com o Metropolitano. A partida terminou em 2 a 1 para o time da capital, que agora lidera a competição, com 22 pontos. 

O primeiro gol do jogo no Estádio Domingos Silveira Gonzales saiu logo no início da partida, aos cinco minutos, com o jogador William Popp, que marcou após boa jogada de Matheuzinho, com um chute lindo no ângulo, deslocando o goleiro Belliato. O time visitante logo recuou e o Atlético Tubarão teve as melhores chances no primeiro tempo. O Tricolor chegou à igualdade aos 26 minutos, após bela triangulação na grande área, com o atacante Roberto. Em jogada bem trabalhada pela direita, a defesa do Figueirense não conseguiu o corte, e o atacante aproveitou para balançar a rede. Foi o segundo gol dele no Estadual. As equipes foram para o intervalo com fome de bola. 

No retorno para o segundo tempo, o Figueira voltou muito melhor e tomou a atitude em cima do adversário. O agora líder da competição assinalou o tento da vitória aos 13 minutos, com João Diogo. O atacante recebeu boa bola de Alemão Teixeira e cabeceou direto no gol de Belliato.  

Os dois técnicos mexeram, mas o resultado não mudou neste sábado de Carnaval. O Figueirense ainda teve chances de marcar mais um, o Peixe também teve algumas oportunidades, mas nada que assustou o arqueiro alvinegro.  

Dependendo do resultado do Metropolitano na noite deste sábado, contra a Chapecoense, o Atlético pode voltar à lanterna. O outro time da Amurel, Hercílio Luz, entrará em campo neste domingo (2), às 17h, no Estádio Augusto Bauer, tentando se recuperar na competição.