Marco A. Mendes
Tubarão

A notícia de que pelo menos cinco jogadores receberiam dispensa do Atlético Tubarão provocou certo desconforto entre a diretoria e os atletas na manhã de ontem. O motivo foi o não pagamento das rescisões contratuais, por falta de recursos. Alguns dos possíveis dispensados estão em recuperação física, o que, para a direção, significa custos a mais que devem ser reduzidos.

Segundo o diretor de futebol, Roberto Luiz Rodrigues, os atletas que serão dispensados estão há algum tempo fora de sintonia com todo o grupo, o que prejudica o desempenho do time. Além disso, o excesso de contratados causa dificuldades no pagamento da folha salarial.

“Hoje temos mais atletas que o necessário. Isto foi causado desde a época da outra diretoria. Tivemos que encontrar mais jogadores para fechar o elenco atual e não conseguimos fazer as dispensas antes por falta de dinheiro”, justifica Robertinho.
Um dos jogadores que terão o contrato rescindido disse ter recebido, ontem de manhã, um aviso para deixar o alojamento. “Falaram para mim e mais alguns colegas que podíamos arrumar as nossas malas e ir para casa. Mas como vamos se estamos nos recuperando de uma lesão e não querem pagar a saída?”, questionava.

A dificuldade para o pagamento dos salários dos funcionários é um problema que se agrava há alguns meses. “Existem atrasos desde o ano passado, mas são daqueles que pegaram vale e ainda não quitaram. A maioria dos atrasados é dos contratados este ano. Nosso erro foi não criar um planejamento. Agora, estamos cheio de problemas”, avalia o diretor.