Liliane Dias

Braço do Norte

A Associação Esportiva e Paradesportiva de Braço do Norte (Asespp), inicia o ano letivo com treinos para os competidores e para interessados em ingressar no esporte. A instituição que já atua há cinco anos, busca não só preparar atletas para o esporte, mas também jovens para a vida.

A treinadora Jane Neves Pereira, a Janinha, conta que mais do que simplesmente preparar os paratletas para competições, há com eles uma troca de conhecimento e aprendizagem. “Ensinamos muitas coisas a eles, mas também aprendemos a todo o momento. Por mais que trabalhemos há muito tempo com jovens e crianças com deficiência, cada ser humano é único”, pontua.

As atividades já tiveram início há duas semanas, mas oficialmente será a partir desta segunda-feira (2), em virtude do ônibus, que passa a ser disponibilizado pelo município. De acordo com o coordenador de esportes, Mario Henrique Leite Souza, desde o primeiro ano eles têm transporte para treinos e competições. “Longe de ser o mais adequado, porém no momento conseguimos atender as principais necessidades”, explica.

Os projetos da prefeitura de Braço do Norte começam oficialmente nesta segunda-feira, bem como,  a disponibilidade do transporte. “Alguns atletas até começaram antes os treinos, no entanto,  nosso transporte do esporte ficou liberado somente para semana que vem”, detalha o coordenador.

Mario explica que o trabalho desenvolvido é de fundamental importância, tanto social quanto educacional. “Principalmente no desenvolvimento cognitivo dessas crianças, adolescente e até adultos. A prefeitura tem a responsabilidade de manter o projeto, mas é a associação que faz com que o projeto se torne referência”, orgulha-se.

O presidente da associação e atleta, Allan Jones da Rosa Ferreira,  afirma que para fazer parte da Asespp,  é preciso apenas ter interesse de praticar o atletismo e que tenha algum tipo de deficiência. “Para participar das competições paraolímpicas é preciso ter alguma deficiência, mas para treinar é possível participar, mesmo quem não tiver, pois só assim se dará a integração do atleta convencional com o paratleta”, detalha.

Segundo ele, quando conheceu a Asespp, encontrou uma oportunidade de fazer algo pela cidade. “O que realizei pela primeira vez em 2017, ao levantar a bandeira do nosso município ao lugar mais alto do pódio, em uma competição estadual e em 2018 em uma competição internacional foi grandioso”, emociona-se.

Os interessados em ingressar no projeto podem entrar em contato com Allan ou Jane pelos telefones 48 99965-1139 e 99978-8228 respectivamente. Ou através das redes sociais: instagram e facebook.