Amanda Nunes falou que ia fazer história – e fez. A brasileira nocauteou de maneira avassaladora a compatriota Cris Cyborg ainda no primeiro round e conquistou o cinturão peso-pena na segunda luta mais importante do UFC 232, realizado no último sábado (29).

“Meu técnico sempre disse para ficar calma, que quando minha mão direita entrasse ela iria para o chão. Eu esperava que a luta terminasse desse jeito. Sou a primeira mulher a ser campeã de duas categorias do UFC. Eu falei a vocês, eu sou a maior. Dana, quero ir para o Hall da Fama”, falou a nova campeã peso-pena e também campeã peso-galo no octógono.

Amanda e Cyborg não quiseram saber de se estudarem e foram logo para a trocação franca de golpes em pé. Em certo momento, a Leoa conseguiu balançar Cyborg, que não recuou e continuou a desferir golpes. Amanda então conectou outros socos no queixo de Cyborg, que foi ficando cada vez mais desnorteada e apagou de vez com um direto em cheio no queixo.

Com a vitória, Amanda se tornou a primeira lutadora a conquistar dois cinturões do UFC, enquanto Cyborg teve interrompida uma invencibilidade que durou 13 anos.

Confira todos os resultados do UFC 232:

CARD PRINCIPAL

Jon Jones venceu Alexander Gustafsson por nocaute aos 2m02s do 3º round;

Amanda Nunes venceu Cris Cyborg por nocaute aos 51s do 1º round;

Michael Chiesa venceu Carlos Condit por finalização (kimura) aos 56s do 2º round;

Corey Anderson venceu Ilir Latifi por decisão unânime (triplo 29-28);

Alexander Volkanovski venceu Chad Mendes por nocaute técnico aos 4m14s do 2º round;

CARD PRELIMINAR

Walt Harris venceu Andrei Arlovski por decisão dividida (27-30, 29-28 e 29-28);

Megan Anderson venceu Cat Zingano por nocaute técnico aos 1m01s do 1º round;

Petr Yan venceu Douglas D’Silva por nocaute técnico aos 5m do 2º round;

Ryan Hall venceu BJ Penn por finalização (chave de calcanhar) aos 2m46s do 1º round;

Nathaniel Wood venceu Andre Ewell por finalização (mata-leão) aos 4m12s do 3º round;

Uriah Hall venceu Bevon Lewis por nocaute aos 1m32s do 3º round;

Curtis Millender venceu Siyar Bahadurzada por decisão unânime (29-28, 29-28 e 30-27);

Montel Jackson venceu Brian Kelleher por finalização (triângulo de mão) aos 1m40s do 1º round.