Karen Novochadlo
Tubarão

Ontem era o dia marcado para apresentação da reforma administrativa para os vereadores de Tubarão e partidos da base aliada. Contudo, a reunião foi adiada. Isto porque ainda não foi definido o presidente do legislativo.

A expectativa do executivo era enviar o projeto à câmara de vereadores hoje, para que a matéria fosse votada na sessão de amanhã. O prefeito Manoel Bertoncini (PSDB) já afirmou que o projeto só irá ao legislativo quando a casa tiver um presidente.

De acordo com o vereador João Fernandes (PSDB), o responsável por convocar a eleição, a questão depende do vereador João Batista de Andrade, o Sargento Batista (PSDB). “Já conversei com Batista e é só ele pedir que eu convoco a eleição. Depende dele agora”, justifica.

Contudo, ainda não houve um consenso entre situação e oposição no que diz respeito à definição dos integrantes da mesa diretora. Sargento Batista não desistiu de concorrer a presidente, com Edson Firmino (PDT) como vice e Deka May (PP) segundo vice. A composição não aceita pela oposição. Contudo, a situação detém a maioria dos votos.

João Fernandes já desistiu da presidência. “Hoje eu não tenho mais interesse. Eu voto no Batista”, revela ele, que, por determinação da justiça, tem até a próxima segunda-feira para convocar uma eleição. Quem descumprir a ordem arca com multa de R$ 100 mil.

Por que a casa está sem presidente?
A eleição para câmara de vereadores de Tubarão realizada em 20 de março de 2010 foi cancelada. Na época, o ex-vereador Maurício da Silva (PMDB) havia sido eleito à presidência. Contudo, Maurício teve o mandato cassado por improbidade administrativa (ele exercia dois cargos públicos).

Resultado: a vaga ficou com o vice, João Fernandes (PSDB). Contudo, uma liminar da câmara civil especial do Tribunal de Justiça (TJ-SC) anulou a eleição da mesa diretora composta em 2010 e ele foi destituído do cargo.
No dia 14, foi realizado um novo pleito. João Batista de Andrade (PSDB) foi eleito, mas o resultado foi anulado na última quarta-feira, por meio de outra liminar.