Amanda Menger
Tubarão

A corregedoria da câmara dos deputados abriu investigações para verificar uma denúncia de uso da verba indenizatória para o pagamento de viagens turísticas de parlamentares e familiares. A denúncia foi feita com base em 70 mil notas fiscais, referentes aos meses de setembro e outubro de 2008.

Entre os deputados citados, está Edinho Bez (PMDB). Ele viajou com a esposa, para Pirenópolis e Nova Veneza, em Goiás, em outubro de 2008. “Participo de um grupo que desenvolve um projeto de integração turística e cultural entre as cidades de Nova Veneza, em Goiás, e Nova Veneza, em Santa Catarina. Há dois anos, o prefeito goiano veio ao estado e fez o convite para conhecermos a cidade dele, o que fizemos no ano passado”, explica.

A delegação catarinense era composta por políticos e empresários. “Todos levaram as esposas. Esta viagem é anterior à resolução da câmara que proíbe o uso da verba indenizatória para gastos de outras pessoas que não sejam o deputado e funcionários do gabinete”, observa Edinho.

Na oportunidade, o deputado – que compõe as comissões de turismo de minas e energia -, visitou pontos turísticos e jazidas de minérios. “Fomos a Nova Veneza e pernoitamos em Pirenópolis”, justifica o deputado. Segundo ele, a viagem custou R$ 800,00. Após a conclusão das investigações, a corregedoria poderá arquivar o caso ou encaminhá-lo para a Comissão de Ética da câmara.