Liliane Dias
Braço do Norte

Nem mesmo as entidades criadas para salvar vidas ficam longe da mira dos vândalos. Terça-feira, por volta das 21 horas, a sede do Samu de Braço do Norte foi invadida e depredada. Após vários trotes, os funcionários de plantão foram acionados para uma ocorrência no bairro Rio Bonito. Assim que chegaram no local, constataram que se tratava de outro trote.

Quando retornaram, encontraram o local vandalizado: vidros quebrados, bebedouro de água danificado e carros e motocicletas de dois funcionários recém-contratados com pneus cortados. A secretária de saúde da prefeitura de Braço do Norte, Janete Gaidzinski, conta que um boletim de ocorrência foi registrado na manhã de ontem e que a Polícia Civil investigará o caso.

“Os investigadores e a Polícia Militar já estiveram no local. Vamos fornecer todos os dados possíveis para que o caso seja apurado rapidamente”, declara.
Além da polícia, o dono do imóvel onde o órgão está instalado também foi contactado. “Ele já está providenciando mais segurança para a casa para que outras situações como esta possam ser evitadas”, acrescenta a secretária.

O investigador Rafael Bittencourt Tomé, da Polícia Civil de Braço do Norte, explica que será aberto um inquérito para averiguar os fatos. “Os atuais e ex-funcionários do Samu deverão ser ouvidos durante o procedimento”, adianta. Os funcionários que trabalharam terça-feira preferiram não se pronunciar sobre o caso.