Jailson Vieira
Laguna

Ainda não está nada definido, mas o prefeito de Laguna, Everaldo dos Santos (PMDB), estuda a possibilidade de enviar à câmara de vereadores, até o próximo mês, o projeto que visa realizar a cobrança de uma Taxa de Preservação Ambiental (TPA), na qual o intuito é cobrar a entrada de turistas na cidade, durante os três meses do verão. 

“Faremos uma análise e enviaremos ao legislativo, porém temos que estudar quais as vantagens que teremos com este projeto. O nosso objetivo é que, caso seja aprovado, utilizaremos o dinheiro das taxas em benefício da população, com melhorias na infraestrutura, saúde e no meio ambiente”, assegura Everaldo.

O gestor municipal salienta que caso semelhante ocorreu no norte do estado, em Bombinhas. Uma Taxa de Preservação Ambiental foi aprovada em dezembro de 2013, na qual a medida adotada pela prefeitura era de arrecadar dinheiro para investir na preservação dos recursos naturais. A lei foi colocada em prática neste ano.

O prefeito da Cidade Juliana salienta que, caso o projeto seja aprovado pelos vereadores, a taxa para entrar no município poderá ser válida já para este ano. “Ainda não sabemos os valores, mas tudo será analisado e muito bem pensado. Vamos estudar os casos dos veranistas, das pessoas que possuem casa ou apartamento no município, nada será feito de uma hora para outra”, aponta o prefeito.