A rua deverá ser aberta no próximo ano.
A rua deverá ser aberta no próximo ano.

Karen Novochadlo
Tubarão

A abertura da avenida Rodovalho (em frente à Caixa Econômica Federal), no centro de Tubarão, tem tudo para enfim sair do papel. Até a próxima quinta-feira, deverá ser votado na câmara de vereadores um projeto de lei para a desapropriação de dois lotes, que permitirão a união entre dois trechos, divididos por terrenos situados na rua Vidal Ramos.

Serão pagas indenizações aos proprietários – família Caporal e construtora Barbosa Moura. Uma comissão composta por membros da Associação Empresarial de Tubarão (Acit), Câmara de Dirigentes Lojistas, Crea e prefeitura avaliou as áreas, em frente ao Museu Willy Zumblick.
Com a aprovação do projeto, as obras deverão começar no próximo ano. De acordo com o assessor da prefeitura Alberto Botega, em janeiro, o projeto para a abertura da rua deverá ser feito. E, em seguida, lançada a licitação para que os trabalhos, de terraplenagem, drenagem e pavimentação possam ser executados.

“Vamos ganhar 43 metros a mais de rua. Isto ajudará a desafogar o tráfego da Marcolino Martins Cabral”, conta Alberto. A avenida ligará o Centro ao bairro Aeroporto.
De acordo com o secretário de gestão da prefeitura, o projeto será cadastrado na casa até terça-feira, para que possa ser votado na quinta-feira, último de dia de trabalho deste ano.
No ano passado, um projeto de lei já havia sido enviado à câmara para tratar da desapropriação de um terreno pertencente à construtora. Mas foi devolvido pela casa para que fossem colocados os dois projetos juntos.