Zahyra Mattar
Tubarão

Atenção motoristas. Os cruzamentos entre as ruas Conselheiro Mafra (atrás da Catedral) com Teodoto Tonon e Andrino Salle Borges com Estrada Geral da Madre (ponte do Andrino) estão com os respectivos semáforos desligados. O problema ocorre desde a semana passada, quando vários equipamentos foram estragados devido à chuva.

Em quatro deles, a placa controladora quebrou e não há material sobressalente para a troca. Um dos semáforos que quebraram, por exemplo, foi o da Tubalcain Faraco com a avenida Marcolino Martins Cabral, no centro. Como neste ponto o cruzamento é muito mais perigoso, não teve outra solução senão desligar o equipamento em outros pontos da cidade para remediar a situação.

“Temos um problema com equipamentos muitos antigos em Tubarão. Tem semáforo que é da década de 60, 70. Estes dois semáforos vão ficar desligados até sexta-feira (amanhã), quando devem chegar as novas placas controladoras. Como tivemos problemas em vários equipamentos ao mesmo tempo, o pouco que tinha em estoque foi usado nos pontos considerados mais importantes”, lamenta o secretário de segurança e trânsito da prefeitura, João Batista Andrade.

Projeto para troca de semáforos será colocado em prática a partir do próximo ano
Hoje, existem 20 cruzamentos com semáforos em Tubarão. Para modernizar todos estes pontos, seriam necessários, no mínimo, algo em torno de R$ 2 milhões. Investir esta quantia faz parte do planejamento da secretaria de segurança e trânsito. Não tudo de uma vez. Até porque não tem. Mas aos poucos.

Além da troca dos equipamentos, um outro projeto é a idealização de uma central de monitoramento de trânsito e controle de semáforos. “O projeto já existe e vamos começar a investir. Vamos fazer por etapas porque custa muito caro. O valor de um conjunto depende do equipamento escolhido. Um dos mais simples não custa menos de R$ 30 mil. Se quiser com câmera e temporizador, por exemplo, pode valer até R$ 100 mil”, explica o secretário de segurança e trânsito da prefeitura, João Batista Andrade.

A título de conhecimento: somente um grupo focal (as luzinhas verde, vermelha e amarela) custa entre R$ 3 a R$ 5 mil cada jogo. Somente uma controladora (é o equipamento que faz o aparelho funcionar) pode chegar a R$ 10 mil cada. Isto sem contar o sinalizador para o pedestre. Pelo menos mais R$ 10 mil cada um.