Os primeiros trabalhos no terreno às margens da BR-101 devem começar em breve.
Os primeiros trabalhos no terreno às margens da BR-101 devem começar em breve.

Angelica Brunatto
Imbituba

Já está definido: a empresa italiana Cimolai vai ficar mesmo em Imbituba. Toda a documentação está quase pronta. O presidente da empresa no Brasil, Paulo Medeiros, está na Itália para acertar os últimos detalhes.
Os primeiros trabalhos devem ocorrer logo após o retorno de Paulo ao Brasil. A previsão é que desembarque no Brasil entre segunda e terça-feira. “A previsão é de que a terraplanagem do terreno já inicie no próximo mês”, acredita o deputado estadual Manoel Motta.

A Cimolai se instalará em uma área pertencente à Santos Brasil, às margens da BR-101. As negociações entre as duas empresas iniciaram há mais de um mês, e diversas reuniões foram realizadas.
Junto à Cimolai, outras empresas também devem instalar-se na região. “Começamos a negociar logo após a decisão. Eu quero lutar para que pelo menos uma fique em Tubarão”, revela o deputado.

A decisão da instalação em Imbituba veio após o anúncio de que o terreno da Tractebel Energia, em Tubarão, só poderia ser efetivamente cedido para o município em 2028. Neste meio tempo, outras cidades manifestaram interesse em receber a empresa italiana. Capivari de Baixo foi uma delas. O prefeito Luiz Carlos Brunel Alves (PMDB) chegou a mostrar três terrenos, também às margens da BR-101, para o representante da empresa.

Mas a Cimolai tem pressa. A intenção é que a produção esteja ativa já no início de 2013. Por isso, os italianos querem começar as obras no mais tardar até o fim deste ano. A região é estratégica, já que possui uma linha férrea e um porto, que facilitará o escoamento da produção.