A obra, a 11º de Abrão Aspis, pode ser encontrada para venda na livraria Cultura ou então pelo e-mail: aaspis@terra.com.br. O escritor, radicado em Gravatal, já trabalha em uma próxima obra, cujo tema é o mundo do futebol.
A obra, a 11º de Abrão Aspis, pode ser encontrada para venda na livraria Cultura ou então pelo e-mail: aaspis@terra.com.br. O escritor, radicado em Gravatal, já trabalha em uma próxima obra, cujo tema é o mundo do futebol.

Zahyra Mattar
Gravatal

Em clima de homenagem, o presidente da Academia Gravatalense de Letras (AGL), Abrão Aspis, lançou neste sábado, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, a 3ª edição do livro Acidente no Morro do Chapéu.

A obra detalha uma das maiores tragédias aéreas no Brasil, ocorrida em julho de 1950, na capital gaúcha. A solenidade foi feita no local do acidente. A segunda edição do livro já estava esgotada há dois anos.

“No Brasil, um livro ir a uma terceira edição não é muito frequente. Por isso estou mais do que honrado com esta conquista, certamente um dos momentos mais importantes da minha trajetória literária”, valoriza Aspis.

O livro aborda o acidente do Constellation da Panair, que vitimou todos os 51 ocupantes (44 passageiros e sete tripulantes). O narrador é o controlador de vôo que estava em serviço no dia em que o avião chocou-se contra o morro. Ele era o encarregado de fazer o avião pousar.

“Em certa altura do livro, ele (o controlador) confessa ter parte de culpa na morte daquelas pessoas. Acredito que é por isso, entre outros aspectos, que a história seja tão procurada”, avalia o escritor radicado em Gravatal.