Militantes esperavam com ansiedade a resposta do ex-prefeito Carlos Stüpp.
Militantes esperavam com ansiedade a resposta do ex-prefeito Carlos Stüpp.

Angelica Brunatto
Tubarão

Com clima de festa e lágrimas de emoção, o ex-prefeito Carlos Stüpp (PSDB) confirmou, às 21h33min de ontem, a sua pré-candidatura à majoritária de Tubarão.
Quando o presidente do partido em Tubarão, Jefferson Brunato, perguntou “quem quer?”, os presentes logo aplaudiram. “Todos no partido pediram para que Stüpp concorresse”, atestou Brunato.
Antes do tão aguardado “sim”, outras lideranças do PSDB discursaram. Enquanto isso, os militantes aguardavam com ansiedade.

Ao dizer confirma sua participação nas eleições, Stüpp pediu o apoio dos membros do diretório. “Quero que todos me ajudem a entrar de casa em casa, que gastem a sola do sapato”, brincou.
O ex-prefeito declarou que só aceitou este desafio quando Manoel Bertoncini desistiu oficialmente de concorrer ao pleito. “Se ele quisesse, eu estaria na posição de cabo eleitoral”, afirmou Stüpp, em tom elogioso.
Durante a campanha, ele pretende enfocar nas obras realizadas durante os oito anos em que comandou a prefeitura de Tubarão, e também na maneira de governar.

“Deixei uma marca em cada ponto desta cidade. Ainda me lembro, com emoção, da primeira lajota removida da beira rio. Acredito que fiz um bom trabalho na prefeitura”, autoavaliou-se.
Stüpp também acredita que é o mais preparado entre todos os nomes disponíveis. “Não para concorrer a eleição, mas para estar a frente da prefeitura”, afirma.
Ele declarou, também, que a família foi essencial para que a decisão fosse tomada. “A Vera (Stüpp) esteve sempre ao meu lado e me apoiou”, conta.

Trajetória de Stüpp

• A primeira vez que Carlos Stüpp (PSDB) disputou uma eleição à prefeitura de Tubarão foi em 1996. Naquele ano conquistou o segundo lugar entre cinco concorrentes.
• Em 2000, voltou a disputar. Desta vez venceu ai bater Genésio Goulart (PMDB) nas urnas.
• Em 2004 concorreu novamente e conquistou uma marca histórica. O tucano recebeu 34 mil votos.
• Já em 2010, Stüpp teve a sua maior decepção nas urnas. Perdeu a eleição a deputado estadual. A expectativa na região era receber 20 mil votos. Fez aproximadamente a metade disso.