Acesso ao Aeroporto Regional Sul, em Jaguaruna, será finalizado neste mês. O trabalho somente não foi concluído em abril porque um dos equipamentos foi deslocado para outra obra. Foto Valdir dos Santos/Deinfra/Notisul
Acesso ao Aeroporto Regional Sul, em Jaguaruna, será finalizado neste mês. O trabalho somente não foi concluído em abril porque um dos equipamentos foi deslocado para outra obra. Foto Valdir dos Santos/Deinfra/Notisul

Zahyra Mattar
Tubarão

Falta pouco, muito pouco, para o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) dar o atestado de finalização da obra de abertura do acesso ao Aeroporto Regional Sul, em Jaguaruna, a partir da BR-101, em Sangão. Para isso, resta apenas alguns acabamentos e a pavimentação de 1,8 quilômetro da nova estrada.

Da extensão toda da rodovia – 4,8 quilômetros -, 2,3 quilômetros estão prontos! O restante não está asfaltado porque a máquina que faria o serviço foi deslocada para outra frente de trabalho da Setep, empresa de Criciúma que, consorciada com a Espaço Aberto, assina a execução do projeto.

“Já era para esta parte estar pronta. Acredito que o asfaltamento começa a ser feito até a sexta-feira”, afirma o engenheiro Valdir dos Santos, do Deinfra em Tubarão, responsável pelas medições mensais dos serviços.
Os funcionários também atuam, esta semana, na finalização do trevo de acesso após o viaduto de Sangão. Outra frente de trabalho termina a colocação das leivas de gramíneas no entorno das obras-de-artes especiais. Isto garante que não haja erosão do solo neste locais.

Na área patrimonial do aeroporto, também há frentes de trabalho. O acesso nesta parte está feito, inclusive o pequeno trecho de 450 metros de extensão antes do terminal de passageiros, que ainda não havia sido mexido. As cercas no entorno do empreendimento também estão quase prontas, assim como as calçadas, deste o prédio principal até o encontro do acesso com a BR-101.

Ainda há dívidas de desapropriações

Parte do pagamento das desapropriações dos terrenos onde foi construído o Aeroporto Regional Sul, em Jaguaruna, ainda está pendente. Existe o receio de questionamentos judiciais em relação a isso, que poderiam refletir no funcionamento do empreendimento, aguardado pela região desde 2002.

O Notisul alerta para este fato há anos. O presidente do Consórcio Intermunicipal Aeroporto Regional Sul (Ciarsc), o prefeito de Jaguaruna, Inimar Felisbino Duarte (PMDB), já afirmou em outras oportunidades que as cidades não têm como arcar com a dívida.

O último repasse para o pagamento dos terrenos foi feito em julho do ano passado. Em valores nominais (sem correção), são necessários mais R$ 180.177,06 para terminar de pagar as desapropriações (eram R$ 263.175,69 até abril de 2010). Em preço atual, estima-se que o montante ultrapasse R$ 850 mil.

Previsão é que a inauguração seja em agosto

A abertura do acesso pela BR-101 é a terceira etapa de construção do Aeroporto Regional Sul, em Jaguaruna. A primeira foi finalizada em 2006, com a inauguração da pista de pousos e decolagens e o pátio de estacionamento de aeronaves.
A segunda – o terminal de passageiros – foi concluída em dezembro do ano passado. Mas, para que o empreendimento decole, ainda há muito a ser feito. Um exemplo é a instalação dos equipamentos necessários para a operação do lugar.
Desde o mês passado, é feita a instalação da iluminação externa, entre elas as torres do pátio de aeronaves. A sinalização noturna e os instrumentos auxiliares também já começaram a ser implantados.

A energia elétrica também já está definitivamente ligada e a homologação do aeroporto junto da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) começou a ser costura também no mês passado, por um profissional da diretoria de transportes da secretaria estadual de infraestrutura.

A previsão inicial do governo catarinense é que o Aeroporto Regional Sul esteja com tudo 100% pronto para começar a operar definitivamente em agosto deste ano. Já está definido que a administração será feita pelo estado, neste primeiro momento. Em cerca de dois anos, aproximadamente, a intenção é concretizar uma parceria público-privada.