Zahyra Mattar
Tubarão

A estação mais chuvosa em quase todas as regiões do país começa neste domingo, exatamente às 10h04min (horário de Brasília). O verão deste ano chega sob neutralidade climática, ou seja, sem influência de nenhum fenômeno global como El Niño (aquecimento anômalo das águas superficiais do Pacífico Sul) e La Niña (resfriamento anômalo das águas superficiais do mesmo oceano). Ambos os fenômenos afetam sensivelmente o regime de chuvas em diversas regiões do Brasil.
Em Santa Catarina, a previsão não poderia ser a melhor para o fim de semana: sol em todas as regiões. Isto porque uma massa de ar tropical passa sobre o estado. Em algumas cidades do norte, do Vale do Itajaí e do litoral (sul e norte), pode chover no fim do em forma de pancadas.

As temperaturas podem ultrapassar os 30° C neste sábado e no domingo, especialmente no período vespertino. Em Tubarão e Laguna, os termômetros poderão registrar 34° C no fim de semana.
Conforme o setor de clima e previsão do tempo da Epagri/Ciram, o mar estará calmo, e a temperatura da água, boa. Os ventos estarão de fracos a moderados, com rajadas, especialmente à tarde, no litoral (sul e norte). Mais que nunca vale a dica básica do verão: beber muita água, abusar do protetor solar (especialmente nas crianças e idosos) e não dispensar um boné ou chapéu de palha.

Sobe para 69 o número de pontos
impróprios. Na região, são três

Dos 184 pontos analisados no terceiro relatório de balneabilidade da temporada, feito pela Fatma, 69 mostraram-se impróprios para banho em Santa Catarina. Na semana passada, eram 49. Nos balneários da Amurel, haviam dois pontos impróprios para serem utilizados por turistas e visitantes. Ambos ficavam em Laguna (confira os locais no quadro anexo à matéria). Agora, o número pulou para três.

A pesquisa leva em conta apenas a incidência da bactéria Escherichia coli, abundante em fezes de animais, inclusive nas do homem. As coletas são feitas mensalmente de abril a novembro e semanalmente de dezembro a março.
A pesquisa de balneabilidade é realizada pela Fatma desde 1976. Começa com a coleta de amostras da água do mar em mais de 180 pontos dos 500 quilômetros da costa catarinense. Estes pontos são selecionados de tal forma que todo o litoral seja avaliado, concentrando as coletas justamente nos locais mais suscetíveis de poluição, ou seja, os de maior fluxo de banhistas.

Pontos
Laguna
Prainha do Farol
Local: na entrada da praia.
Lagoa de Cabeçudas
Local: em frente ao quilômetro 313 da BR-101

Garopaba
Praia de Garopaba
Local: em frente à rua Lauro Müller.

Fonte: Fatma