Amanda Menger
Tubarão

Os “amigos do alheio” deverão pensar mais antes de cometer algum delito contra as escolas da rede estadual. Isso porque a secretaria estadual de educação planeja lançar, em breve, o edital de licitação para contratar as empresas responsáveis por gerenciar um novo sistema de segurança eletrônica.

“As escolas, em sua maioria, já contam com segurança eletrônica, com alarmes. A inovação será a instalação de circuitos internos de segurança com câmeras”, explica a gerente de tecnologias educacionais e infra-estrutura da secretaria estadual da educação, Dayna Maria Bortoluzzi. As câmeras serão instaladas em corredores e portões de acesso. As imagens serão transmitidas via internet e o controle ficará a cargo das empresas de segurança.

A expectativa é que, até setembro, a primeira etapa do projeto esteja concluída. “Serão atendidas as escolas de ensino médio. A escolha deve-se ao fato da maioria delas já contar com internet e também ter o maior número de alunos”, esclarece Dayna.

Santa Catarina tem 1.324 unidades escolares – 648 de ensino médio e 676 de ensino fundamental. “Estas escolas serão contempladas em uma segunda etapa, prevista inicialmente para o fim do ano, porque precisam receber internet e nem todas têm acesso à rede mundial de computadores”, revela a gerente.