Amanda Menger
Tubarão

A polêmica envolvendo a indicação do ex-vereador Jairo Cascaes (DEM) para assumir a secretaria de desenvolvimento regional em Tubarão no lugar de César Damiani (DEM) continua. Ontem, o presidente do diretório do Democratas em Tubarão, Dalton Marcon, garantiu que o nome de Jairo foi “aprovado” pela executiva estadual da sigla. Porém, o presidente estadual do partido, senador Raimundo Colombo, não confirmou a informação.

“Desconheço essa decisão. Não há porque a executiva estadual interferir em uma indicação que é regional. Fui informado da sugestão de Jairo, mas a recomendação da executiva é que resolvessem a questão na região”, revela Colombo.

Segundo Dalton, hoje Jairo irá procurar Damiani para definir a transição. “Esperamos que ele tome posse na próxima terça-feira. A decisão do partido tem base no pedido de Damiani de sair do cargo manifestado por ele já alguns meses. Desde então, o partido começou a articular o nome do Jairo”, afirma.

O presidente do Democratas em Tubarão garantiu que Damiani havia sido informado pela executiva do partido sobre a decisão tomada ontem à tarde. “Ninguém me ligou, nem do partido nem do governo do estado. O único contato foi um pedido do governador Luiz Henrique da Silveira para acompanhá-lo no velório do empresário Aloísio Schlickmann, (hoje), em São Ludgero”, relata Damiani.

O secretário afirma que continuará ‘tocando’ a SDR enquanto não receber a exoneração. “Volto a afirmar que só saio se o governador exonerar, porque, afinal, o cargo pertence a ele”, garante. O Notisul entrou em contato com o secretário executivo do Democratas em Santa Catarina, José Nei Ascari, para confirmar a realização do encontro, porém, ele não pode atender a reportagem. Estava em reunião com o secretário estadual de segurança pública, Ronaldo Benedet. A assessoria de Zé Nei também não soube informar se ocorreu a reunião da executiva do DEM.