Amanda Menger
Tubarão

Quem trafega pelas rodovias SC-438, entre Gravatal e Tubarão, e pela SC-443, que liga Sangão à BR-101, sabe que o estado de conservação das estradas é ruim. Em alguns trechos, há verdadeiras ‘panelas’, além da sinalização precária, praticamente apagada em outros pontos.

A secretaria de desenvolvimento regional em Tubarão já solicitou ao Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) a repavimentação das duas rodovias. Pelos projetos, para recuperar a SC-438, são necessários R$ 900 mil e, para a SC-443, R$ 400 mil. Em abril, o presidente do Deinfra, Romualdo França, disse, em entrevista ao Notisul, que as obras não seriam executadas este ano porque não estavam previstas no orçamento. Ontem, lideranças políticas e empresariais da região estiveram reunidas com Romualdo e o secretário estadual de infraestrutura, Mauro Mariani, para reivindicar as duas obras.

“Será feito um novo levantamento das condições das duas estradas. É necessário saber a quantidade de veículos que passam por dia, por exemplo. Os técnicos do Deinfra já virão para a região na próxima semana. Há um comprometimento de fazer as melhorias em 2010”, afirma o secretário de desenvolvimento regional em Tubarão, Jairo Cascaes (DEM), que participou do encontro.

Orçamento estadual será votado terça-feira

A receita orçamentária do governo do estado para 2010 é de R$ 13,4 bilhões e gastos estimados em R$ 11,5 bilhões. A Lei Orçamentária Anual (LOA) 2010 será votada na próxima terça-feira, na assembleia legislativa, em Florianópolis. A reunião entre os integrantes do Conselho Político Empresarial para o Desenvolvimento Regional e os parlamentares do sul, marcada para ontem, na capital, foi cancelada por falta de quórum. A intenção era cobrar dos deputados estaduais emendas destinando recursos para a região.

“Enviaremos uma carta aos parlamentares lembrando-os das prioridades da região e pedindo empenho na votação de terça-feira”, revela o presidente da Associação Empresarial de Tubarão (Acit), Eduardo Nunes e presidente do conselho.
O orçamento prevê R$ 8,5 milhões para a secretaria de desenvolvimento regional em Braço do Norte; R$ 12,3 milhões para a SDR em Laguna, e R$ 14,4 milhões para Tubarão. Os recursos serão utilizados para manter a regional e para investimentos nas áreas de assistência social, educação, cultura, direitos da cidadania, transportes (manutenção de rodovias) e deporto e lazer. Além disso, há rubricas de R$ 15 mil para a pavimentação asfáltica entre Orleans e Pedras Grandes; R$ 50 mil para investimentos em segurança pública; R$ 30 mil para Arena Multiuso de Tubarão e R$ 500 mil para rodovia Interpraias, por exemplo.

Para o deputado estadual Joares Ponticelli (PP), no que depender da oposição, serão apresentados destaques em plenário. “Porém, só temos 13 deputados e a base governista é maioria. Infelizmente, do jeito que está, o orçamento mais uma vez será uma peça de ficção”, dispara Joares.