A laje, do oitavo andar do edifício em construção, desabou na terça-feira passada -  Foto:Drones Sul/Divulgação/Notisul
A laje, do oitavo andar do edifício em construção, desabou na terça-feira passada - Foto:Drones Sul/Divulgação/Notisul

Tubarão

A Travessa Antônio Manoel Prudente, no bairro Vila Moema, em Tubarão, deverá permanecer interditada por mais dois meses para o tráfego de veículos em função do ocorrido na semana passada. A laje do prédio em construção da Clinica Pró-Vida desabou e trouxe grandes transtornos aos moradores vizinhos a edificação. A queda causou estragos em uma casa e dois carros além de ter assustado dezenas de pessoas que residem próximos ao local. 

“A orientação que recebemos do representante da Defesa Civil é que enquanto estivermos no trabalho de limpeza do local, a rua deverá continuar fechada. Acredito que este processo levará mais dois meses até que tudo esteja concluído”, esclarece o diretor administrativo da Clínica Pró-Vida, Fábio Vandressen.

O secretário de Proteção e Defesa Civil, Rafael Marques assegura que o processo para a limpeza do local é lento, porém tudo dependerá do trabalho de força tarefa exercido pela empresa responsável. “Foi uma decisão em conjunto. A empresa nos garantiu que a estrutura está fora de perigo. Porém na laje têm muitos objetos que não foram retirados do local e podem ocasionar transtornos aqueles que trafegam pela rua. Para a segurança da população a Travessa continuará fechada”, explica Rafael.

Carros que estavam na rua e nas garagens próximas à construção ficaram danificados e o telhado de uma casa foi parcialmente destruído. “Estamos resolvendo tudo na medida do possível. Já foi consertado o telhado da casa ao lado e os veículos um já está na oficina e o outro na próxima semana será levado para ganhar os reparos necessários”, destaca Fábio.