Jaguaruna

A produção de arroz e a pesca são atividades econômicas importantes para Jaguaruna. Porém, os rizicultores e pescadores não conseguem chegar a um consenso sobre a manutenção da comporta do Rio Riachinho, na localidade de Riacho Francisco. Os desentendimentos acabaram em briga domingo. A Polícia Militar precisou intervir. Ontem, foram registrados novos confrontos.

Eles divergem com relação a abertura da comporta e o destino da água usada nas plantações de arroz. “O combinado era que os rizicultores fechassem a comporta após a plantação, para evitar que a água salgada do mar chegue às granjas”, explica o presidente da Associação dos Pescadores da Barra do Camacho, Albertino Ramos.
Os pescadores reclamam da poluição. “Eles deveriam analisar a água antes de soltar na lagoa, para saber se está em condições ou não. Mas isso nunca foi feito”, observa Albertino.

Segundo o gerente regional de agricultura, Herivelto de Castro Reynaldo, a licença ambiental da Fatma está vencida e deve ser renovada logo. Os pescadores querem a intervenção do Ministério Público na questão. Uma reunião com o promotor deve ser realizada esta semana.